Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

Ben Sira 17,24-29

Aos que se arrependem, porém, Ele deixa-os recomeçar,
e conforta os que perderam a perseverança.

Converte-te ao Senhor, deixa os teus pecados,
suplica diante dele e evita as ocasiões de pecado.

Volta-te para o Altíssimo, afasta-te da injustiça,
- pois Ele próprio te conduzirá,
das trevas à claridade da salvação -
e detesta profundamente o que é abominável.

Quem louvará o Altíssimo no Hades,
em lugar dos vivos, quem o poderá louvar?

O morto, como quem não existe, já não pode louvar;
o homem vivo e com saúde é que louvará o Senhor.

Como é grande a misericórdia do Senhor,
e o seu perdão para com todos os que a Ele se convertem!

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

A pergunta sobre o homem, quem é, qual é a sua missão na Terra, percorre todas as Escrituras. No nosso mundo, o homem é concebido como uma pessoa autónoma, com uma capacidade de decisão e de acção, de escolha e de projecto. E é verdade: Deus criou o homem dando-lhe liberdade. Mas esta liberdade torna-se muitas vezes absoluta, isto é, sem nenhum vínculo, sem nenhuma relação. E cada um julga que a pode impor sem medida e sem réplicas, fundada em si, até ao ponto de levar facilmente à afirmação de si mesmo, do próprio eu sem nenhum limite. E instaura-se uma espécie de “egolatria”, de culto do próprio eu a quem tudo se sacrifica. Mas o sonho de Deus para cada um de nós não passa pela afirmação da própria força mas pela consciencialização das próprias fraquezas e pela necessidade que elas se tornem ocasião para um amor forte e lindo. Conhecer e reconhecer o próprio pecado não significa um fracasso da própria humanidade, mas a descoberta do preciso lugar onde estamos e das grandes possibilidades que se abrem diante de nós. No livro do Eclesiástico, o homem é concebido como aquele que está pronto a aceitar a oferta que Deus lhe dá da misericórdia e da consolação e empreender, assim, um caminho de regresso a Ele. Aquele que caminha com decisão em direcção do Senhor e com o Senhor, não trata com o mal e não vacila perante a injustiça. Escolher a companhia de Deus significa voltar as costas a toda a injustiça. Quem decide estar ao lado de Deus e da Sua Palavra, são segue o mal e não cai no pecado. Mas quem quer estar acima dos outros acabará amargamente por reconhecer que é só “terra e cinzas”. A verdadeira vocação do homem é o louvor a Deus que é o Senhor do exército celeste e também o Pai que está próximo de todos os homens, Seus filhos. Observa o Eclesiástico: “quem está vivo e são louva o Senhor”. O louvor é uma acção de graças pois “é grande a misericórdia do Senhor”. Esta misericórdia chega aos pobres e aos humildes e a humanidade alegra-se por uma dádiva tão importante que é fonte de imortalidade. Esta não é um direito, mas uma dádiva; e é o fruto cheio do amor.


25/05/2015
Oração pelos pobres


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri