Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

Tobite 12,1.5-15.20

No fim das núpcias, Tobite chamou Tobias, seu filho, e disse-lhe: «Meu filho, prepara o salário que deves dar ao homem que foi contigo e vê o que será preciso juntar-lhe, como gratificação.» Então, Tobias chamou o anjo e disse-lhe: «Toma metade de tudo o que trouxemos como salário para ti e vai em paz.» Então, Rafael chamou os dois à parte, e disse-lhes: «Louvai a Deus e agradecei-lhe; exaltai-o e apregoai a todos os viventes o que fez por vós, pois é bom louvar a Deus, exaltar o seu nome e apregoar as suas obras. Não vos canseis de o confessar. Se é bom guardar o segredo do rei, é coisa louvável apregoar as obras de Deus. Fazei o bem e nada de mau vos acontecerá. É boa a oração feita com verdade e a esmola, acompanhada pela justiça. Melhor é pouco com justiça, do que muito com iniquidade. Melhor é dar esmolas do que acumular tesouros, pois a esmola livra da morte e limpa de todo o pecado. Os que praticam a misericórdia e a justiça serão cumulados de vida. Aqueles que cometem o pecado e a injustiça são inimigos da sua própria vida. Quero dizer-vos toda a verdade sem vos ocultar coisa alguma. Já vos disse que é bom guardar os segredos do rei, mas é glorioso proclamar as obras de Deus. Por isso, sabei que enquanto oravas, tu e a tua nora Sara, eu apresentava as vossas orações diante da glória do Senhor. Da mesma forma, enquanto enterravas os mortos, eu também estava contigo. Assim, quando, a toda a pressa, te levantaste e deixaste de comer, a fim de sepultar aquele cadáver, eu fui enviado para pôr a tua fé à prova, mas, ao mesmo tempo, Deus enviou-me para te curar, a ti e a Sara, tua nora. Eu sou Rafael, um dos sete anjos que apresentam as orações dos justos e têm lugar diante da majestade do Senhor.» Agora, bendizei o Senhor, aqui na terra, e louvai a Deus, porque eu volto para aquele que me enviou. Escrevei tudo o que sucedeu convosco.»
Dito isto, elevou-se.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

O capítulo 12 inicia com a anotação da honestidade e da generosidade de Tobit e de Tobias para com Azarias-Rafael. Mas, a este ponto, é Rafael quem toma a palavra. Leva-os à parte, dando a entender que deseja descer nas profundezas do coração deles e manifesta-lhes a beleza e a força da oração unidas à esmola e ao jejum. Não se trata de simples exortações morais, mas da indicação do caminho que leva à salvação desde já. Foi a oração e a prática da esmola que os protegeu e os salvou: “praticai o bem e não vos acontecerá nenhuma desgraça. Vale mais a oração com jejum; a esmola com justiça [é melhor] do que a riqueza adquirida com a injustiça. É melhor praticar a esmola do que acumular ouro. A esmola livra da morte e purifica de todo o pecado; quem pratica a esmola, terá vida longa; os pecadores e injustos são inimigos de si próprios” (vv. 8-10). É um ensinamento que deve ser conservado e considerado com muita atenção ainda hoje, uma vez que muitos perderam a sua centralidade. É preciso rezar ao Senhor não só por nós mesmos, mas também por todos: o anjo do Senhor leva a nossa oração até ao altar do Céu. E a esmola, que mostra o início da misericórdia, será retribuída com generosidade por Deus: os anjos acompanhar-nos-ão no nosso caminho, a alegria dos pobres será para nós um Viático de graça. Não é por acaso que Rafael revela a sua identidade precisamente em relação à oração e ao jejum: “Quando tu e Sara rezáveis, era eu que apresentava as vossas súplicas diante do Senhor glorioso; o mesmo quando tu enterravas os mortos. Quando não tiveste dúvidas em deixar a refeição, para ires esconder um morto, eu fui mandado para provar a tua fé; da mesma forma, fui mandado para te curar, a ti e a Sara, tua nora” (vv. 12-14). A este ponto, revela também o seu nome: Rafael, que significa “Deus cura”; ele está na presença de Deus e no Seu altar depõe a nossa oração e as nossas pequenas acções de misericórdia. Perante o anjo, Tobit e Tobias caem com o rosto por terra, assustados. Provavelmente, também nós devemos redescobrir o temor e a atenção por aqueles que nos acompanham tal como fez o anjo com Tobias afastando-nos da tentação de sermos anjos de nós mesmos. É o orgulho luciferino que fez capitular aqueles anjos que queriam ser guias deles mesmos. Quem souber reconhecer o anjo de Deus ao seu lado, poderá ter a certeza que as suas orações e as suas acções de amor subirão para o Céu, tal como subiu Rafael: “Vou voltar para Aquele que me enviou… E desapareceu”.


06/06/2015
Oração da vigília


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri