Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

Êxodo 32,15-24.30-34

Moisés desceu do monte, trazendo nas mãos as duas tábuas do testemunho, escritas nos dois lados, numa e noutra face. As tábuas eram obra de Deus e o que estava gravado nas tábuas fora escrito por Deus. Ao ouvir o barulho que o povo fazia, gritando, Josué disse a Moisés: «Há no acampamento alaridos de batalha.» Moisés respondeu: «Não são nem gritos de vitória, nem gritos de derrota. O que oiço são vozes de gente a cantar.» Ao chegar junto do acampamento, viu o bezerro e as danças. Acendeu-se a sua cólera, atirou com as tábuas e partiu-as ao pé do monte. Depois, agarrando no bezerro que tinham feito, queimou-o e reduziu-o a pó fino que espalhou na água. E deu-a a beber aos filhos de Israel. Moisés disse a Aarão: «Que te fez este povo para o deixares cometer um tão grande pecado?» Aarão respondeu: «Que o meu senhor não se irrite. Tu próprio sabes como este povo é inclinado para o mal. Disseram-me: ‘Faz-nos um deus que caminhe à nossa frente, pois a Moisés, esse homem que nos fez sair do Egipto, não sabemos o que lhe terá acontecido.’ Eu disse-lhes: ‘Quem tem ouro?’ Despojaram-se dele e entregaram-mo; lancei-o ao fogo e saiu este bezerro.» No dia seguinte, Moisés disse ao povo: «Cometestes um enorme pecado. No entanto, vou subir para junto do Senhor. Talvez alcance o perdão para o vosso pecado.» Moisés voltou para junto do Senhor e disse: «Ah, este povo cometeu um grande pecado. Fizeram para si um deus de ouro. Apesar disso, perdoa-lhes este pecado, ou então apaga-me do livro que escreveste.» O Senhor disse a Moisés: «Apagarei do meu livro aquele que pecou contra mim. Vai agora, e conduz o povo para onde te disser. O meu anjo caminhará diante de ti. Mas no dia da prestação de contas, puni-los-ei pelo seu pecado.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

A indignação de Deus pelo pecado de Israel transmite-se a Moisés. Neste sentido, o profeta participa dos mesmos sentimentos de Deus. Como pode dar ao povo a Lei de vida que recebeu no monte Sinai? O Senhor fala e os homens não escutam, procurando um ídolo como segurança. Aquelas tábuas, palavras que deveriam ficar esculpidas no coração, quebraram-se diante da incredulidade e da dureza de coração dos israelitas. Moisés não entra em compromissos com a incredulidade dos seus. Moisés encontra um intercessor em Aarão, que não estava inocente pela traição de Israel. Aarão encontra as palavras do arrependimento ao reconhecer o seu pecado, a tentação falsa de satisfazer os receios, a procura de segurança a todo o custo, a incredulidade prática. Há uma solidariedade no mal que muitas vezes arrasta também os crentes e até mesmo um povo inteiro, como Israel no deserto. Este torna-se de tal maneira convincente que eles estão dispostos a dar o ouro só para terem um ídolo com o qual sentirem-se protegidos. Os ídolos roubam o coração e extorquem a confiança dos homens.
Também por isso, precisamos sempre de um homem como Moisés e da Palavra de Deus para compreendermos as nossas cumplicidades com o mal. Com efeito, nasce uma solidariedade na intercessão e na oração, como mostram Moisés e Aarão. O próprio Jesus exortará para sermos concordes na oração, assegurando que com ela, se obtém o que se pede: “Se dois de vós na Terra estiverem de acordo sobre qualquer coisa que queiram pedir, isso lhes será concedido por meu Pai, que está no Céu. Pois, onde dois ou três estiverem reunidos em Meu nome, Eu estou no meio deles” (Mt 18, 19-20). É a força da oração de qualquer comunidade reunida, mesmo pequena, de duas ou três pessoas, feita, porém em nome do Senhor.


27/07/2015
Oração pelos pobres


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri