Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

I Tessalonicenses 4,13-18

Irmãos, não queremos deixar-vos na ignorância a respeito dos que faleceram, para não andardes tristes como os outros, que não têm esperança. De facto, se acreditamos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus reunirá com Jesus os que em Jesus adormeceram. Eis o que vos dizemos, baseando-nos numa palavra do Senhor: nós, os vivos, os que ficarmos para a vinda do Senhor, não precederemos os que faleceram; pois o próprio Senhor, à ordem dada, à voz do arcanjo e ao som da trombeta de Deus, descerá do Céu, e os mortos em Cristo ressurgirão primeiro. Em seguida nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles sobre as nuvens, para irmos ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Consolai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras.

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Paulo, depois de ter exortado os Tessalonicenses a comportarem-se de maneira digna da vocação que receberam, fala do destino dos defuntos. Não é bom ficar na incerteza como estão aqueles que não acreditam. Evidentemente, havia um ar de tristeza que ofuscava a esperança dos Tessalonicenses. Paulo exorta-os a novos sentimentos: assim como não nos angustiamos pela nossa morte porque sabemos que ressuscitaremos, também não nos devemos “afligir” por aqueles que já morreram. Também eles ressuscitarão. A dor pela morte dos nossos queridos não nos deve deixar no desespero. A esperança cristã não se funda em teorias filosóficas, mas sim na certeza da ressurreição de Jesus. Foi o que nos ensinaram os apóstolos na pregação depois de terem sido testemunhas: “Aquele que morreu” vivia realmente no meio deles, em carne e osso, se bem que de maneira espiritual. Tudo isso não pertence à natureza e podemos aceder só através da fé. Do mistério da Ressurreição de Jesus passa-se também à nossa ressurreição e à dos que nos precederam. Aos Filipenses escreve: nós esperamos do Céu “o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo miserável, tornando-o semelhante ao seu corpo glorioso, graças ao poder que Ele possui de submeter a Si todas as coisas” (Fl 3, 21). A Criação será, portanto, libertada da “escravidão da corrupção” (Rm 8, 21) e nós teremos um “corpo espiritual” (animado pelo Espírito Santo) (1Cor 15, 44). Todos, seja os que ainda estão nesta terra, seja os que já morreram, encontramos a esperança na Ressurreição de Jesus. Provavelmente alguém, entre os Tessalonicenses pensava que os que já tinham morrido não participariam na parusia que os Tessalonicenses, por sua vez, julgavam que estivesse prestes a chegar. Paulo esclarece que a ressurreição dos mortos refere-se a todos os crentes. O “segundo” regresso de Cristo Ressuscitado não é outra coisa senão a grande manifestação da Páscoa que já se realizou. A “ordem” da eternidade, que é o próprio Cristo, começa primeiro pelos que já morreram. Depois, “nós, os vivos, que estivermos ainda na Terra, seremos arrebatados com eles para as nuvens, ao encontro do Senhor nos ares”, isto é, transferidos para o mesmo Céu de Deus. E “então, estaremos para sempre com o Senhor” (4, 17). Paulo nada diz acerca do trágico fim do mundo e do pecado mas, também nada diz sobre o novo mundo e a nova existência. Simplesmente porque o fim e o fim da história advirá quando estivermos todos com Cristo. Paulo exorta-nos para nos consolarmos com estas palavras. O futuro já iniciou com a Ressurreição de Cristo.


31/08/2015
Oração pelos pobres


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri