Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória de São Gregório Magno (540-604), Papa e doutor da Igreja.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

Colossenses 1,9-14

Por isso, também nós, desde o dia em que ouvimos falar disso, não cessamos de orar por vós e de pedir a Deus que vos encha do conhecimento da sua vontade, com toda a sabedoria e inteligência espiritual, a fim de caminhardes de modo digno do Senhor, para seu total agrado: dai frutos em toda a espécie de boas obras e progredi no conhecimento de Deus; deixai-vos fortalecer plenamente pelo poder da sua glória, para chegardes a uma constância e paciência total com alegria; dai graças ao Pai, que vos tornou capazes de tomar parte na herança dos santos na luz. Foi Ele que nos libertou do poder das trevas e nos transferiu para o Reino do seu amado Filho, no qual temos a redenção, o perdão dos pecados.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

Paulo não fundou nem conhece pessoalmente a Igreja de Colossos, mas o amor que tem por eles leva-o a rezar continuamente: “rezamos continuamente” escreve-lhes. A oração pelos irmãos manifesta a profundidade do vínculo que une os discípulos de Jesus se bem que distantes no espaço. Paulo especifica também a intenção da oração: para que “Deus vos conceda pleno conhecimento da sua vontade, com toda a sabedoria e discernimento que vêm do Espírito”. O apóstolo sabe muito bem que não se pode viver a fé sem escutar a Palavra de Deus todos os dias. Só assim se obtém o “conhecimento” e o “discernimento espiritual” que permitem sondar e conhecer a vontade de Deus. O conhecimento do Evangelho não é uma soma de teorias, mas o acolhimento no próprio coração do projecto de amor que Deus tem por nós e pelo mundo. É este o conhecimento espiritual que deve ser conquistado. E cumpre-se, acolhendo o Espírito que, através das Sagradas Escrituras, nos revela a vontade de Deus sobre o mundo. Deste conhecimento espiritual brota para o crente, a força para “viver uma vida digna do Senhor”. A vida do crente não é o fruto de um esforço voluntário; é a consequência, mesmo difícil, de amar o Senhor, fazendo tudo o que Ele “aprova”. É verdade, a vida cristã consiste em “agradar” a Deus “em tudo, dando fruto em toda a actividade boa e crescendo no conhecimento de Deus”. Deste conhecimento de Deus, que é comunhão de amor, nascem os frutos em actividades boas. Paulo não especifica o que entende por “actividade boa”. Mas é todo o comportamento que se torna testemunho da verdade do Evangelho (1, 6), isto é, da força de Deus que opera na comunidade e em todo o crente. O apóstolo pede ao crente para confiar em Deus ao longo do caminho, em particular, nos momentos de prova. Na verdade, naquele crescimento para “a esperança reservada no céu”, não faltarão as dificuldades, os fracassos, as tentações e tantas ocasiões para nos desencorajarmos. Nestes momentos - exorta o apóstolo - os crentes devem ser magnânimos, misericordiosos, porque sabem que, de qualquer modo, as dificuldades não prevalecerão. Eles já não estão sob o jugo do mal; já passaram das trevas do erro e do pecado para a luz, isto é, do “mundo” para a comunidade. Sem nenhum mérito nosso, todos nós, que estávamos afastados, pertencemos agora à multidão dos santos que, desde Abel até ao fim da história, constitui a humanidade redimida. É um povo grande que já não está submetido ao poder tirânico do Mal, mas está livre do medo de ser presa de invisíveis potências cósmicas. Já obtivemos a redenção de qualquer escravidão: somos cidadãos do Reino do Filho onde a única lei é a do amor, do oferecimento de si ao próximo.


03/09/2015
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri