Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

Colossenses 1,24-2,3

Agora, alegro-me nos sofrimentos que suporto por vós e completo na minha carne o que falta às tribulações de Cristo, pelo seu Corpo, que é a Igreja. Foi dela que eu me tornei servidor, segundo a missão que Deus me confiou para vosso benefício: levar à plena realização a Palavra de Deus, o mistério escondido ao longo das gerações e que agora Deus manifestou aos seus santos. Deus quis dar-lhes a conhecer a imensa riqueza da glória deste mistério entre os gentios: Cristo entre vós, a esperança da glória! É a Ele que anunciamos, admoestando e ensinando todos e cada homem com toda a sabedoria, para apresentar a Deus todos os homens na sua perfeição em Cristo. É para isso mesmo que eu trabalho, lutando com a força que Ele me dá e que actua poderosamente em mim.


Com efeito, quero que saibais como é grande a luta que mantenho por vós, bem como pelos de Laodiceia e por quantos nunca me viram pessoalmente, para que tenham ânimo nos seus corações, vivendo bem unidos no amor, e assim atinjam toda a riqueza, que é a plena compreensão, o conhecimento do mistério de Deus: Cristo, em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento.

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Paulo, que conhece bem a relação entre o amor e a Cruz, refere aos Colossenses a sua alegria por sofrer por eles. É verdade, nada se perde da nossa dor, nenhum sofrimento é vão, sobretudo o que se suporta por causa do ministério pastoral: é como se tudo fosse recolhido no cálice do sofrimento de Cristo na Cruz. Paulo mostra o sentido profundo que se vela no sofrimento do discípulo: ou seja, completar na própria carne o que falta nos sofrimentos de Cristo. Na experiência do limite, o crente, tornando-se conforme ao Crucifixo, sabe que também no sofrimento se encontra a obra do poder do Ressuscitado. E é por isso que também a dor pode ser fonte de alegria e de serenidade, porque se torna ocasião de comunhão e de graça: os crentes estão em comunhão uns com os outros, no sofrimento e também na morte. De resto, o apóstolo sabe que se deve conformar a Cristo e que, para levar o Evangelho aos homens, também deve suportar provas e hostilidades. Por outro lado, não se pode subtrair à obrigação de proclamar o Evangelho, porque é aqui que Deus revela o Seu projecto para salvar a humanidade. E ele recebeu de Deus a missão de “anunciar a realização da Palavra de Deus”. Com esta última afirmação, Paulo esclarece o significado do ministério pastoral: semear no coração dos crentes a Palavra de Deus para que cresçamos à imagem de Jesus Cristo. É neste sentido que se deve entender o “serviço” ao Evangelho. E Paulo não hesita em chamar “mistério” à Palavra de Deus: n’Ela, com efeito, encontra-se o próprio amor de Deus revelado aos “cristãos” para que por sua vez, o comuniquem a todos os homens. O papel dos discípulos de sempre não é, portanto, só o de proclamar a Boa Nova de Cristo de maneira abstracta; antes pelo contrário, comunicar o Evangelho para que toque o coração de quem O escuta e se converta. Depois, o pastor tem a missão de exortar, de ensinar e de acompanhar todo o crente para que saiba fazer crescer e frutificar a Palavra de Deus no próprio coração crescer até à perfeição. É um “trabalho pesado” que Paulo compara a uma luta árdua. Mas é o único caminho para que a semente dê frutos. É este o sentido próprio da missão pastoral da Igreja no mundo. E, com razão, Paulo insiste sobre o destino universal do Evangelho: “cada homem” é chamado a viver de Cristo, a encontrar n’Ele o sentido da própria existência para chegar, assim, à perfeição, isto é, à salvação.


07/09/2015
Oração pelos doentes


Calendário da semana
NOV
27
Domingo, 27 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
28
Segunda-feira, 28 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
29
Terça-feira, 29 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
30
Quarta-feira, 30 de Novembro
Oração dos Apóstolos
DEZ
1
Quinta-feira, 1 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
2
Sexta-feira, 2 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
3
Sábado, 3 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical