Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

Daniel 6,18-28

Trouxeram uma pedra, que rolaram sobre a abertura da cova: o rei selou-a com o seu sinete e com o sinete dos grandes, para que nada fosse modificado em atenção a Daniel. Entrando no palácio, o rei passou a noite sem comer nada e sem mandar ir para junto dele concubina alguma; não conseguiu fechar os olhos. De madrugada, levantou-se e partiu a toda a pressa para a cova dos leões. Quando estava próximo, com uma voz muito magoada, chamou Daniel: «Daniel, servo do Deus vivo, o teu Deus, que adoras com tanta fidelidade, teria podido libertar-te dos leões?» Daniel dirigiu-se ao rei nestes termos: «Ó rei, viva o rei para sempre! O meu Deus enviou o seu anjo e fechou as fauces dos leões, que não me fizeram qualquer mal, porque, aos olhos dele, estava inocente. Para contigo, ó rei, tão pouco cometi qualquer falta.» O rei, então, cheio de alegria, ordenou que tirassem Daniel da cova. Daniel foi, pois, tirado sem qualquer vestígio de ferimento, porque tinha fé no seu Deus. Por ordem do rei, trouxeram os acusadores de Daniel e atiraram-nos à cova dos leões, a eles, às mulheres e aos filhos. Ainda não tinham tocado o fundo da cova e já os leões os tinham agarrado e lhes tinham triturado os ossos. Então, o rei Dario escreveu: «A todos os povos, a todas as nações e à gente de todas as línguas que habitam a face da terra, paz e prosperidade! Promulgo este decreto: ‘Que em toda a extensão do meu reino se tema e trema diante do Deus de Daniel, porque Ele é o Deus vivo, que subsiste eternamente; o seu reino jamais será destruído e o seu domínio é perpétuo. Ele salva e Ele liberta, faz milagres e prodígios no céu e na terra: foi Ele quem livrou Daniel das garras dos leões.’»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

Na história está presente continuamente a ameaça à fé em Deus, porque a Sua presença interroga, põe em discussão a prepotência e o orgulho humano, pede para olhar para além de si mesmo, ensina a misericórdia num mundo cheio de conflitos. Dario, rei do poderoso império persa, aconselhado pelos seus funcionários, pede a todos a submissão absoluta ao seu domínio. No entanto, respeita Daniel e o seu Deus, ao ponto de tentar salvá-lo. Mas, às vezes, o mal parece tão forte que torna impossível qualquer tentativa de oposição. Daniel é lançado na fossa dos leões. A sua vida parece estar a chegar ao fim. Qual foi a força que a sua fé teve? É a pergunta que acompanha o crente que se encontra em situações difíceis, quando o mal o atinge ou manifesta-se com a sua força explosiva. Daniel não se resigna àquela força que parece invencível. A sua fé chega inesperadamente até ao rei Dario. A oração e as palavras do homem de fé propagam-se para além das próprias expectativas. É significativo o facto que, contrariamente com o que acontece na fornalha ardente, é o próprio rei que reza ao Senhor - chegando até mesmo a jejuar - para salvar Daniel do mal. A fé muda também os poderosos, torna-os mais humanos e, por isso, aproxima-os de Deus. Nunca nos devemos desesperar perante o mal, mesmo quando parece atacar-nos como um leão feroz para nos devorar, como diz a primeira Carta de Pedro: “Pois o diabo, vosso inimigo, anda ao redor de vós, como um leão que ruge, procurando a quem devorar. Resisti-lhe, permanecendo firmes na fé” (5, 9). Daniel teve confiança e o Senhor mandou um anjo para o libertar da fossa dos leões. O Senhor não permitirá que os Seus fiéis fiquem prisioneiros do mal ou da morte. Ele “salva e liberta, faz sinais e prodígios no céu e na terra. Ele salvou Daniel das garras dos leões”. Ele libertará todos aqueles que confiam n’Ele.


26/11/2015
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri