Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

II Samuel 7,1-5.8-11.16

Quando o rei se instalou em sua casa, e o Senhor lhe deu paz, livrando-o dos seus inimigos, disse David ao profeta Natan: «Não vês que eu moro num palácio de cedro, enquanto a Arca de Deus está abrigada numa tenda?» Natan respondeu-lhe: «Pois bem, faz o que te dita o coração, porque o Senhor está contigo!» Mas, naquela mesma noite, o Senhor falou a Natan, dizendo-lhe: «Vai dizer ao meu servo David: Diz o Senhor: "És tu que me vais construir uma casa para Eu habitar? Dirás, pois, agora, ao meu servo David: Diz o Senhor do universo: Eu tirei-te das pastagens onde apascentavas as tuas ovelhas, para fazer de ti o chefe de Israel, meu povo. Estive contigo em toda a parte por onde andaste; exterminei diante de ti todos os teus inimigos e fiz o teu nome tão célebre como o nome dos grandes da terra. Fixarei um lugar para Israel, meu povo; nele o instalarei, e ali habitará, sem jamais ser inquietado; e os filhos da iniquidade não mais o oprimirão, como outrora, no tempo em que Eu estabelecia juízes sobre o meu povo, Israel. A ti concedo uma vida tranquila, livrando-te de todos os teus inimigos.
Além disso, o Senhor faz hoje saber que será Ele próprio quem edificará uma casa para ti.

A tua casa e o teu reino permanecerão para sempre diante de mim, e o teu trono estará firme para sempre".»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

Nesta página, que podemos considerar como o vértice teológico do livro de Samuel, toca-se um ponto decisivo da história da salvação, isto é, a promessa da descendência e do Reino feita a David. Essa promessa será reevocada frequentemente nos Salmos (Sl 89 e 132) e não só nos momentos culminantes da existência de Israel, como também nos profetas. E na alvorada do Novo Testamento, ecoará nas palavras do arcanjo Gabriel que anuncia a Maria o nascimento de Jesus (Lc 1, 30-33). A primeira Igreja proclamará que em Cristo se realizava quanto fora prometido a David relativamente à sua descendência (Hb 1, 5; Act 2, 29-30). A narração inicia com a comparação que David faz entre a sua morada, um lindo palácio de cedro construído com a ajuda do rei de Tiro e a da arca, sinal da presença de Deus, ainda sob uma tenda. David decide, portanto, construir ao Senhor um Templo, porque esse é o lugar digno para a Sua presença. A falta do Templo era considerada, entre outros, como um claro sinal de inferioridade também religiosa de Israel em relação aos povos vizinhos. O profeta Natã, mal David lhe comunica a sua decisão, entusiasma-se pelo projecto. Mas Deus desmente-o naquela mesma noite. A primeira reacção do profeta nasce da sua espontaneidade enquanto que a segunda, é expressamente desejada por Deus. O profeta não pode falar por si, mas só por Deus. Por isso, deve esclarecer David sobre a vontade divina: "Natã comunicou a David todas estas palavras e toda esta visão". A proposta de David era certamente boa, mas bem mais profunda era a perspectiva de Deus. Não é Deus quem precisa de uma casa, mas o povo de Israel. Os lugares de culto que no início tinham sido estabelecidos (Gn 12, 7-8; 28, 20-22; 35, 14), juntamente com o tabernáculo (Ex 26; 33, 7-11), eram sinais da sua presença entre o povo. Portanto, Deus comunica a David que assim como nunca pedira no passado a construção de um Templo, também agora, não o pediria a ele (vv. 6-7). O Senhor conduziu o Seu povo e o próprio David em todos os seus feitos, sem possuir nenhuma residência fixa onde morar. Deus não precisa de paredes. Ao máximo, é Israel quem precisa para não se esquecer do Senhor. Portanto, será Deus quem construirá uma casa para Israel. Natã refere-se a Salomão que construirá o Templo. Mas as suas palavras vão mais além. O Senhor assegura a David uma descendência estável: "Eu exaltarei a tua descendência depois de ti, aquele que vai sair de ti". O profeta anuncia uma "casa real" que durará "para sempre"; será um "reino eterno". A profecia encontra a sua plena realização em Jesus Cristo, tal como o anjo anuncia a Maria: "Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo; o Senhor dar-Lhe-á o trono de seu pai David e Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacob e o Seu reino não terá fim" (Lc 1, 32-33). É o mistério que estamos para acolher também nós.


24/12/2015
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri