Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória de Onésimo, escravo de Filémon, irmão na fé do apóstolo Paulo.


Leitura da Palavra de Deus

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

O Espírito Santo virá sobre ti
Aquele que nascer de ti será santo.

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Isaías 55,10-11

Assim como a chuva e a neve descem do céu,
e não voltam mais para lá,
senão depois de empapar a terra,
de a fecundar e fazer germinar,
para que dê semente ao semeador e pão para comer,

o mesmo sucede à palavra que sai da minha boca:
não voltará para mim vazia,
sem ter realizado a minha vontade
e sem cumprir a sua missão.

 

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Eis, Senhor, os vossos servos:
Faça-se em nós segundo a vossa palavra

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Estes versículos terminam a segunda parte do livro de Isaías que inicia no capítulo 40, obra de um profeta que viveu durante o exílio na Babilónia. O tempo depois do exílio foi, de qualquer modo, um tempo difícil para Israel. A experiência dramática do exílio trazia consigo dúvidas e incertezas. Decerto, o regresso a Jerusalém tinha suscitado muitas esperanças. Todavia, torna-se premente a demanda sobre como refundar a vida depois da amarga experiência do exílio. A convicção era clara: a Palavra de Deus deveria voltar a ser o fundamento e a raiz que alimentaria a fé. É verdade, a fé no Senhor e na Sua ajuda deveria voltar a ser a força e a esperança daquele povo, tal como deve ser também hoje para toda a comunidade cristã e para todo o crente. De facto, a Palavra de Deus possui uma incrível força de transformação, apesar de continuarmos a mostrar cepticismo. O próprio Deus enviou-A para que tivesse efeito, para que fosse eficaz, isto é, para que transformasse a história e os corações. O profeta afirma isso mesmo: da mesma forma como a chuva e a neve que caem tornam a terra fecunda, assim acontece com a Palavra de Deus. Quando Ela é escutada e acolhida no coração – é o sentido da parábola evangélica do semeador – produz muito fruto. Por isso, é bom questionarmo-nos: damos ouvidos ao Senhor que nos fala? O apóstolo Paulo afirma claramente que "a fé nasce da escuta" (Rm 10, 17). Quando continuamos a repetir os nossos hábitos de sempre, quando nos custa mudar a nossa vida e encarreirá-la no caminho do amor, quando continuamos a ser prisioneiros do nosso egocentrismo, quando nos deixamos levar pelo costume de sempre de culpar os outros e justificar as nossas acções, deveremos perguntar: mas eu escuto o Senhor que fala comigo? Deixo que a Sua Palavra desça no meu coração e o fecunde? Sou como Maria que "guardava" a Palavra de Deus no Seu coração? Quantas vezes, pelo contrário, o nosso coração está cheio de preocupações, de afazeres, de obstáculos, de maus sentimentos, de paixões que sufocam a Palavra de Deus que, por ventura, ainda escutamos? Não deveríamos deixar-nos conduzir mais pelo Evangelho e imitar nosso Senhor Jesus Cristo? E quando dizemos que escutamos o Evangelho mas que não O conseguimos pôr em prática, questionemo-nos se deveras O escutamos, se temos o coração aberto e atento à pregação. Várias vezes o Evangelho repete que a sementeira da Palavra dará, de qualquer modo, os seus frutos. Certos desta convicção evangélica, é-nos pedido para nunca deixarmos de escutar a Palavra de Deus que, certamente, dará frutos. O profeta afirma que a Palavra de Deus não regressa a Ele "sem ter produzido o seu efeito, sem ter realizado o que Eu quero e sem ter cumprido com sucesso a missão para a qual Eu a mandei". Peçamos ao Senhor para nos dar um coração pronto para a escuta, para que a conversão que pede a todos nós neste tempo se possa realizar.


16/02/2016
Oração com Maria, Mãe do Senhor


Calendário da semana
NOV
27
Domingo, 27 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
28
Segunda-feira, 28 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
29
Terça-feira, 29 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
30
Quarta-feira, 30 de Novembro
Oração dos Apóstolos
DEZ
1
Quinta-feira, 1 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
2
Sexta-feira, 2 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
3
Sábado, 3 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical