Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Eis o Evangelho dos pobres,
a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos,
a libertação dos oprimidos

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Gênesis 37,3-4.12-13.17-28

Ora Israel preferia José aos seus outros filhos, porque era o filho da sua velhice, e mandara-lhe fazer uma túnica comprida.

Os irmãos, vendo que o pai o amava mais do que a todos eles, ganharam-lhe ódio e não podiam falar-lhe amigavelmente.

Um dia, os irmãos de José conduziram os rebanhos de seu pai para Siquém. E Israel disse a José: «Os teus irmãos apascentam os rebanhos em Siquém. Prepara-te, pois quero enviar-te para junto deles.» José respondeu: «Estou pronto.» O homem disse-lhe: «Partiram daqui, pois ouvi-lhes dizer: ‘Vamos para Dotain.’» José seguiu os passos dos irmãos e encontrou-os em Dotain.

Eles viram-no de longe e, antes que se aproximasse, fizeram planos para o matar.

Disseram uns aos outros: «Eis que se aproxima o homem dos sonhos. Vamos, matemo-lo, atiremo-lo a qualquer cisterna e depois diremos que um animal feroz o devorou. Veremos, então, como se realizarão os seus sonhos.» Rúben ouviu-os e quis salvá-lo das suas mãos. Então disse: «Não atentemos contra a sua vida.» Rúben disse ainda: «Não derrameis sangue! Atirai-o à cisterna que está no deserto, mas não levanteis a mão contra ele.»
O seu intento era livrá-lo das suas mãos para o fazer regressar ao seu pai.

Quando José chegou junto dos irmãos, estes despojaram-no da túnica comprida que usava e, agarrando-o, lançaram-no à cisterna. Esta estava vazia e sem água. Depois, sentaram-se para comer. Erguendo, porém, os olhos, viram uma caravana de ismaelitas que vinha de Guilead. Os camelos estavam carregados de aroma, de bálsamo e láudano, que levavam para o Egipto. Judá disse aos irmãos: «Que vantagem tiramos da morte de nosso irmão, ocultando o seu sangue? Vinde, vendamo-lo aos ismaelitas e que a nossa mão não caia sobre ele, porque é nosso irmão e da nossa família.» E os irmãos consentiram. Passaram por ali alguns negociantes madianitas, que conseguiram tirar José da cisterna; e eles venderam-no aos ismaelitas por vinte moedas de prata. Estes levaram José para o Egipto.

 

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Esta página do livro do Génesis narra a história de José, filho de Jacob e da esposa predilecta Raquel, quando os irmãos, levados pela inveja do seu papel na família e dos seus sonhos, tentam desembaraçar-se dele. É uma história emblemática que nos leva a entrever nele – homem justo condenado por inveja – a figura de Jesus que daqui a algumas semanas, veremos vendido e condenado injustamente por causa da inveja dos sacerdotes, dos escribas e dos fariseus com a cumplicidade dos romanos e dos habitantes de Jerusalém. Rúben, o irmão mais velho de José, convence os irmãos a não matá-lo mas a vendê-lo aos mercadores que estavam a passar naquele momento. Estes, depois de o terem comprado, levaram-no para o Egipto onde, no entanto, José, mostrando notáveis capacidades de gestão, alcançou os lugares mais elevados da sociedade egípcia até se tornar num dos mais estreitos colaboradores do Faraó. Sabemos que José não se vingará dos irmãos. Antes pelo contrário, no momento dramático da carestia, tornar-se-á no salvador deles e do pai, mas só depois de ter tecido de novo aquela relação de fraternidade que os irmãos tinham lacerado. A de José, é uma história que nos ajuda a compreender a de Jesus que nos salva do pecado e da morte. E começa a salvar-nos tirando-nos da solidão, criando uma nova fraternidade, uma nova rede de relações e de relacionamentos baseados não no sangue, mas no espírito do amor que Ele mesmo nos doa. E torna-nos assim, participantes da Sua visão, do Seu grande sonho, o de transformar todos os povos da Terra numa grande família que tem Deus como Pai e Ele como primogénito de todos nós.


26/02/2016
Oração da Santa Cruz


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri