Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória de Shabbaz Bhatti, Ministro das minorias no Paquistão, cristão, morto pelos terroristas pelo seu empenho na procura da paz e do diálogo.


Leitura da Palavra de Deus

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Vós sois uma geração escolhida
um sacerdócio real, uma nação santa,
povo resgatado por Deus
para proclamar as suas maravilhas.

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Deuteronômio 4,1.5-9

«Agora, Israel, ouve as leis e os preceitos que eu hoje vos ensino. Ponde-os em prática para que vivais e chegueis a possuir a terra que o Senhor, Deus dos vossos pais, vos há-de dar. Vede: ensinei-vos leis e preceitos, como o Senhor, meu Deus, me ordenou; assim fareis na terra que ides possuir. Observai-os e ponde-os em prática, porque isso manifestará a vossa sabedoria e a vossa inteligência aos olhos dos povos que, ao terem conhecimento de todas estas leis, dirão: ‘Que povo sábio e inteligente é esta grande nação!’ Com efeito, que grande nação haverá que tenha um deus tão próximo de si como está próximo de nós o Senhor, nosso Deus, sempre que o invocamos? E que grande nação haverá, que possua leis e preceitos tão justos como esta lei que eu hoje vos apresento? Toma, pois, cuidado contigo! Guarda-te bem de esquecer os factos que os teus olhos viram; que eles nunca se afastem do teu coração em todos os dias da tua vida. Ensina-os aos teus filhos e aos filhos dos teus filhos.

 

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Vós sereis santos,
porque Eu sou santo, diz o Senhor.

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

O autor do livro do Deuteronómio, depois de ter reevocado alguns factos do caminho de Israel no deserto, quer que o povo se consciencialize da sua vocação no mundo. E começa por lhes recordar a sua primeira função, a de escutar o Senhor. "Ouve!" diz Moisés aos israelitas. Não é uma exortação genérica ou de cortesia. Os israelitas devem ouvir. Deus escolheu-os para lhes dirigir a Sua Palavra. A escuta, portanto, é solicitada pelo próprio Deus. Com efeito, é Ele que escolheu descer entre o Seu povo e decidiu conduzi-lo ao longo da sua história tornando-o vitorioso entre as nações. E a Torah, a Lei, representa o tesouro de sabedoria de Israel, que o torna testemunha de Deus entre os homens. Cada israelita deverá assumir a tarefa de transmitir esta sabedoria de fé às gerações seguintes para que a história da salvação possa fermentar a sucessão entre as gerações. O fulcro deste trecho que é como um fio vermelho que acompanha o caminho de Israel, centra-se nesta afirmação proferida por Moisés, de forma interrogativa: "Que grande nação tem um Deus tão próximo, como o Senhor nosso Deus, todas as vezes que O invocamos?" (v. 7). Mas o cumprimento da Lei, tanto nessa altura como hoje, é possível apenas como livre resposta a Deus que nos escolheu com amor e que nos quer ligar a Ele e ao Seu projecto de salvação do mundo. Daqui a importância para o crente de escutar e de recordar. A tentação de escutarmos a nós mesmos e de recordarmos só as nossas coisas e de colocarmos em primeiro lugar as nossas próprias preocupações está sempre incumbente. Daqui a primazia da escuta. A fidelidade à escuta das Escrituras liberta-nos da escravidão de nós mesmos e das modas deste mundo e liga-nos ao Senhor e ao Seu projecto de amor.


02/03/2016
Oração com os santos


Calendário da semana
NOV
27
Domingo, 27 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
28
Segunda-feira, 28 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
29
Terça-feira, 29 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
30
Quarta-feira, 30 de Novembro
Oração dos Apóstolos
DEZ
1
Quinta-feira, 1 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
2
Sexta-feira, 2 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
3
Sábado, 3 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri