Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Jeremias 11,18-20

O Senhor instruiu-me e eu entendi. E então vi com clareza o seu proceder para comigo. E eu, como manso cordeiro conduzido ao matadouro, ignorava as maquinações tramadas contra mim, dizendo: «Destruamos a árvore no seu vigor; arranquemo-la da terra dos vivos, que o seu nome caia no esquecimento.» Mas o Senhor do universo, justo juiz,
sonda os rins e o coração.
Que eu seja testemunha da tua vingança sobre eles,
pois a ti confio a minha causa.

 

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

O profeta Jeremias foi chamado por Deus quando ainda era jovem com a função de chamar a atenção do povo para voltar ao Senhor e cumprir a Lei que tinha recebido. O profeta afirma isso claramente: "O Senhor ensinou-me e fez-me compreender as intrigas que eles faziam" (v. 18). O profeta não fala por si mesmo e nem sequer do alto das suas reflexões. Ele interpreta a condição do povo iluminado pelo próprio Senhor. A denúncia das culpas de Israel e das consequentes traições da aliança, são parte da profecia, que revela aos olhos do profeta o que ele deverá, por sua vez, repetir em voz alta. A pregação do profeta suscita uma forte oposição. Isso vale tanto para Jeremias como para todos os profetas. Jeremias é odiado por muitos devido às suas palavras, ao ponto de desencadearem contra ele conjuras que acabarão por conduzi-lo à prisão e daí ao Egipto. Apesar de todas estas provas, não deixa de cumprir a sua missão, não desiste, apesar destes factos porem à dura prova a sua fé. E desabafa diante de Deus com liberdade e confidência. Oprimido pela própria gente, vítima inocente, Jeremias equipara-se a um cordeiro manso que é conduzido ao matadouro; uma imagem presente também no quarto cântico do Servo sofredor (Is 53, 7) e referida ao Messias que, também Ele, será perseguido. Jeremias, apesar de abatido pelo sofrimento, expõe com confiança a sua causa ao Senhor. Sabe que Deus é um juiz justo que "sonda os rins e o coração" (v. 20). E está certo que, para além das injustiças dos homens e das maldades que reservam ao profeta, no fim, a sua causa triunfará. Esta breve página ajuda-nos a compreender, através do exemplo de Jeremias, a história de Jesus que acompanharemos até à Cruz daqui a poucos dias. Nele vemos todos os profetas de ontem e de hoje que, apesar da oposição do maligno, continuam a testemunhar o amor e a pregar a paz também a custo da própria vida. Circundados por tão numerosas testemunhas, encetemos também nós – que decerto não resistimos até ao sangue, como escreve a Carta aos Hebreus – o caminho da profecia do amor para levar o nosso contributo em prol de um mundo mais justo.


12/03/2016
Oração da vigília


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri