Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Cristo ressuscitou dos mortos e não volta a morrer!
Ele vai à vossa frente para a Galileia!

Aleluia aleluia, aleluia

Actos dos Apóstolos 3,1-10

Pedro e João subiam ao templo, para a oração das três horas da tarde. Era para ali levado um homem, coxo desde o ventre materno, que todos os dias colocavam à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmola àqueles que entravam. Ao ver Pedro e João entrarem no templo, pediu-lhes esmola. Pedro, juntamente com João, olhando-o fixamente, disse-lhe: «Olha para nós.» O coxo tinha os olhos nos dois, esperando receber alguma coisa deles. Mas Pedro disse-lhe: «Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho, isto te dou: Em nome de Jesus Cristo Nazareno, levanta-te e anda!» E, segurando-o pela mão direita, ergueu-o.
No mesmo instante, os pés e os artelhos se lhe tornaram firmes.

De um salto, pôs-se de pé, começou a andar e entrou com eles no templo, caminhando, saltando e louvando a Deus.

Todo o povo o viu caminhar e louvar a Deus.

Bem o conheciam, como sendo aquele que costumava sentar-se à Porta Formosa do templo a mendigar; ficaram cheios de assombro e estupefactos com o que lhe acabava de suceder.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Cristo ressuscitou dos mortos e não volta a morrer!
Ele vai à vossa frente para a Galileia!

Aleluia aleluia, aleluia

Esta página dos Actos dos Apóstolos relata-nos a primeira saída de Pedro e de João do cenáculo para se dirigirem ao Templo. Podemos dizer que são os primeiros passos da comunidade que nasceu do Pentecostes. Os primeiros passos que os apóstolos dão sem a presença visual do Mestre. Talvez os apóstolos se recordem dos primeiros ensinamentos de Jesus, aqueles que Marcos descreve no cap. 6: "chamou os Doze e começou a enviá-los dois a dois e dava-lhes poder sobre os espíritos maus". Pondo em prática esta palavra, Pedro e João dirigem-se ao Templo, precisamente os dois. A concórdia entre eles, o amor deles, a paixão comum deles pelo Evangelho são o primeiro testemunho, a primeira pregação. O mesmo sucede para toda a comunidade cristã que quer seguir o Senhor Jesus. Pedro e João são os primeiros dois a moverem-se e, é necessário que a comunidade cristã continue na senda deles em qualquer geração, mesmo a nossa comunidade neste início de milénio, neste ano que o Papa Francisco proclamou como ano da misericórdia. Eles chegam "à porta Formosa" do Templo e reparam num homem, estropiado desde o nascimento. Tem quarenta anos, a maior parte dos quais passados, provavelmente ali, a pedir esmola. Estava fora do Templo. Não podia entrar não só porque não se podia mexer mas, sobretudo, porque era doente. Havia um triste e cruel provérbio, naquele tempo, que dizia: "o cego e o coxo não podem entrar". E, infelizmente, ainda hoje muitos pobres (às vezes são inteiros países), são obrigados a não entrarem, a ficarem à porta dos ricos e a contentarem-se das migalhas ou de alguma esmola. Provavelmente o estropiado não estava à espera de nada mais do que de uma esmola daqueles dois discípulos que passavam diante dele. Mas a misericórdia de Deus que invadiu o coração de Pedro e de João realiza milagres. E aquele estropiado não recebe uma esmola, mas a cura. Pedro fita-o nos olhos. Esta já é uma indicação: fitar nos olhos significa descer no coração do próximo. Não só: diz-lhe "em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e começa a andar!" e, ao mesmo tempo, pega-lhe na mão direita e levanta-o. O texto refere: "desperta-o", como que acordando-o do sono da tristeza. Aquelas duas mãos que se cruzam, são como o ícone da Igreja tal como saiu do Evangelho, tal como delineada pelo Concílio Vaticano II, como testemunhada pelo Papa Francisco. Este tipo de amor – que brota directamente de Deus e da força do Espírito – realiza sempre o milagre.


30/03/2016
Oração da Páscoa


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri