Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres,
a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos,
a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

Actos dos Apóstolos 5,34-42

Ergueu-se, então, um homem no Sinédrio, um fariseu chamado Gamaliel, doutor da Lei, respeitado por todo o povo. Mandou sair os acusados por alguns momentos e, tomando a palavra, disse:
«Homens de Israel, tende cuidado com o que ides fazer a esses homens!

Nos últimos tempos, apareceu Teudas, que se dizia alguém e ao qual seguiram cerca de quatrocentos homens. Ele foi liquidado e todos os seus partidários foram destroçados e reduzidos a nada.

Depois dele, apareceu também Judas, o galileu, nos dias do recenseamento, e arrastou o povo atrás dele. Morreu, igualmente, e todos os seus adeptos foram dispersos.

E, agora, digo-vos: não vos metais com esses homens, deixai-os. Se o seu empreendimento é dos homens, esta obra acabará por si própria;

mas, se vem de Deus, não conseguireis destruí-los, sem correrdes o risco de entrardes em guerra contra Deus.»
Concordaram, então, com as suas palavras.

Trouxeram novamente os Apóstolos e, depois de os mandarem açoitar, proibiram-lhes de falar no nome de Jesus e libertaram-nos.

Quanto a eles, saíram da sala do Sinédrio cheios de alegria, por terem sido considerados dignos de sofrer vexames por causa do Nome de Jesus.

E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar e de anunciar a Boa-Nova de Jesus, o Messias.

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Os apóstolos estão diante do Sinédrio, acusados por continuarem a pregar o nome de Jesus. A resposta dos apóstolos irritou a tal ponto os sinedritas que os levou a pensar em matá-los. Gamaliel, um fariseu de bons sentimentos e estimado por todos, apercebe-se da injustiça que se estava a perpetrar contra os apóstolos. E, a meio da sessão, põe-se de pé e toma a palavra para os defender. Podemos pensar que tenha participado nos eventos do Sinédrio quando, de todas as maneiras, tentava acusar Jesus, fazendo-O calar. E não é difícil pensar que também fosse amigo de Nicodemos e de José de Arimateia. O seu discurso é sensato e cheio de sabedoria religiosa: chama a atenção aos presentes para considerarem que é Deus quem guia os eventos da história e não é oportuno meter-se contra Ele. Gamaliel não é levado nem pela astúcia, nem pelo cálculo, e muito menos pela inveja, que, pelo contrário, se tinha insinuado nos ânimos da maior parte dos membros do Sinédrio. Ele é um crente hebreu que sente a responsabilidade de ajudar os seus colegas e tentar, portanto, salvar aquele grupo de seguidores de Jesus. E, aos sinedritas, faz um discurso muito linear: se a actividade deles não vem de Deus, terminará em breve, mas se provém de Deus, vós, opondo-se a eles, correis o risco de vos meterdes contra Deus. O Sinédrio, tocado pela sabedoria das palavras de Gamaliel, aceitou o conselho dele e libertou os apóstolos, mandando, porém açoitá-los antes, ordenando-lhes para não voltarem a falar de Jesus. Na verdade, parece que está a acontecer o que Pilatos tinha feito com Jesus quando disse: "Vou castigá-l’O e depois soltá-l’O-ei" (Lc 23, 16). De facto, não podiam calar e manter só para eles o Evangelho do amor de Jesus. Pelo contrário. Saíram contentes por terem merecido sofrer, pelo menos um pouco, aquilo que Jesus tinha sofrido. Lucas, com uma nota final que encerra esta narração, realça que os apóstolos continuaram, todos os dias, no Templo e nas casas, a anunciar que Jesus era o Salvador. E viam que as pessoas necessitadas recebiam com alegria o anúncio deles. A pregação deles era, deveras, uma Boa Notícia que dava conforto e esperança a todos os que os procuravam.


08/04/2016
Oração da Santa Cruz


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri