Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

Actos dos Apóstolos 9,31-42

Entretanto, a Igreja gozava de paz por toda a Judeia, Galileia e Samaria, crescia como um edifício e caminhava no temor do Senhor e, com a assistência do Espírito Santo, ia aumentando. Pedro, que andava por toda a parte, desceu também até junto dos santos que habitavam em Lida. Encontrou lá, estendido num catre, havia oito anos, um homem chamado Eneias, que era paralítico. Pedro disse-lhe: «Eneias, Jesus Cristo vai curar-te! Levanta-te e arranja a enxerga.» E ele ergueu-se imediatamente. Todos os habitantes de Lida e da planície de Saron viram isso e converteram-se ao Senhor. Havia em Jope, entre os discípulos, uma mulher chamada Tabitá, que significa «Gazela.» Era rica em boas obras e nas esmolas que distribuía. Ora, nesses dias, caiu doente e morreu. Depois de a terem lavado, depositaram-na na sala de cima. Como Lida era perto de Jope e ouvindo os discípulos dizer que Pedro estava lá, mandaram-lhe dois homens com o seguinte pedido: «Vem depressa ter connosco!» Pedro partiu imediatamente com eles. Logo que chegou, levaram-no à sala de cima e encontrou lá todas as viúvas, que choravam e lhe mostravam as túnicas e mantos feitos por Dórcada, enquanto ela estava na sua companhia. Pedro mandou sair toda a gente, pôs-se de joelhos e orou. Voltando-se depois para o corpo, disse: «Tabitá, levanta-te!» Ela abriu os olhos e, ao ver Pedro, sentou-se. Tomando-a pela mão, Pedro ajudou-a a erguer-se. Chamando então os santos e as viúvas, apresentou-lha viva. Toda a cidade de Jope soube deste acontecimento e muitos acreditaram no Senhor.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

O autor dos Actos, depois de ter falado bastante sobre Paulo e de ter anotado que a comunidade cristã crescia num clima de paz, focaliza de novo a cena sobre Pedro que continua, fielmente, podemos dizer, à letra, a obra de Jesus. Trata-se de histórias que mostram como é que a comunidade cristã crescia. No entanto, elas são emblemáticas daquela conversão missionário que hoje o Papa Francisco pede com insistência a todas as comunidades cristãs. Lucas anota que Pedro está em viagem: "percorria todos os lugares, visitou também os fiéis que moravam em Lida". Isto é, Pedro sai, está nas ruas, como pede hoje o Papa Francisco. Se não vamos para as ruas, se não saímos dos próprios recintos habituais, se não há missão, não só não podemos saborear a alegria daquele crescimento também numérico de que fala Lucas nos primeiros versículos que acabámos de escutar, como também corremos o risco de os esterilizar e morrer. É uma reflexão que as comunidades cristãs devem fazer hoje com urgência. O primeiro episódio que Lucas narra refere-se à cura de um paralítico, chamado Eneias, que morava em Lida. O segundo, pelo contrário, ocorre numa outra cidade, Jope, onde Pedro vai ao encontro de uma mulher, Tabita que tinha morrido. Nas duas situações, Pedro repete os mesmos gestos de Jesus: exorta Eneias a levantar-se da cama, a seguir deu a mão a Tabita depois de se ter ajoelhado para rezar e restitui-a viva aos amigos e às amigas. Aos dois, a Eneias e a Tabita, Pedro diz: "levanta-te!". O texto utiliza o mesmo verbo grego empregado para descrever a ressurreição de Jesus. Pedro não realiza gestos prodigiosos ou espectaculares. Pacientemente, está ao lado dos humildes e restitui-lhes a dignidade de serem amados e considerados. Qualquer comunidade cristã, tal como Pedro, deve percorrer os caminhos do mundo e ajudar todos aqueles que estão sujeitos à escravidão da solidão e da tristeza para retomarem vigor e dignidade e todos aqueles a quem é tirada a vida para se levantarem e alegrarem porque reencontraram-na de novo.


16/04/2016
Oração da vigília


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri