Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sois uma geração escolhida
um sacerdócio real, uma nação santa,
povo resgatado por Deus
para proclamar as suas maravilhas.

Aleluia aleluia, aleluia

Ezequiel 34,1-11

Foi-me dirigida a palavra do Senhor nestes termos: «Filho de homem, profetiza contra os pastores de Israel, profetiza e diz a esses pastores:
Assim fala o Senhor Deus: ‘Ai dos pastores de Israel, que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar o rebanho?

Vós, porém, bebestes o leite, vestistes-vos com a sua lã, matastes as rezes mais gordas e não apascentastes as ovelhas.

Não tratastes das que eram fracas, não cuidastes da que estava doente, não curastes a que estava ferida; não reconduzistes a transviada; não procurastes a que se tinha perdido; mas a todas tratastes com violência e dureza. Por isso, à falta de pastor, elas dispersaram-se e, na sua debandada, tornaram-se a presa de todos os animais dos campos. As minhas ovelhas vagueiam por toda a parte, pelas montanhas e pelas colinas elevadas; o meu rebanho anda disperso por sobre toda a superfície do país; ninguém se preocupa nem as vai procurar.’ Por isso, pastores, ouvi a palavra do Senhor: ‘Pela minha vida - oráculo do Senhor Deus: porque as minhas ovelhas ficaram entregues à pilhagem e se tornaram a presa de todos os animais dos campos, por falta de pastor; porque os meus pastores não se preocupam com o meu rebanho, porque eles se apascentam a si mesmos e não apascentam o meu rebanho’ por isso, pastores, ouvi a palavra do Senhor. Assim fala o Senhor Deus: ‘Aqui estou Eu contra os pastores! Vou tirar as minhas ovelhas das suas mãos, e não permitirei que apascentem mais as minhas ovelhas; e eles não se apascentarão mais a si mesmos. Da sua boca arrancarei as minhas ovelhas, e elas nunca mais serão uma presa para eles.’» Porque assim fala o Senhor Deus: «Eis que Eu mesmo cuidarei das minhas ovelhas e me interessarei por elas.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sereis santos,
porque Eu sou santo, diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

A imagem do pastor era muito comum na Palestina da época. Muitas vezes, na Bíblia, recorre-se a esta imagem para descrever a responsabilidade daqueles que têm a função de guia, de governo, não só no âmbito religioso, mas também no âmbito da sociedade. O profeta usa palavras duras contra eles, acusando os pastores de em vez de se ocuparem do rebanho, ocupavam-se deles mesmos e dos próprios interesses: "Ai dos pastores de Israel, que são pastores de si mesmos! Não é do rebanho que os pastores deveriam cuidar?" Esta pergunta também nos é dirigida. Com efeito, todos, de uma maneira ou de outra, somos pastores, isto é, responsáveis pelo próximo, a começar, como realça o profeta, pelas "ovelhas desaparecidas e extraviadas ou das feridas". Quantas são as mulheres e os homens frágeis, feridos, doentes ou dispersos! Muitas vezes, estamos tão presos connosco mesmo que nos sentimos vítimas de um mundo injusto, esquecendo-nos que muitos outros sofrem bem mais do que nós. Mas se não nos ocupamos nós que somos discípulos de Jesus, das irmãs e dos irmãos fracos, pobres, abandonados, quem cuidará? O próprio Jesus apresenta-Se, no capítulo décimo do Evangelho de João, como o bom pastor que conhece as ovelhas, as chama por nome, as carrega às costas, cuida delas e cura-as. Seremos nós bons pastores? Cuidamos do próximo? Como é que vivemos a nossa vida? Jesus fará uma nítida distinção entre o pastor que cuida das ovelhas e o mercenário que não se interessa da vida das ovelhas. O mercenário persegue apenas o próprio interesse. Ele é pago por aquilo que faz. Jesus afirma claramente: ou somos pastores ou somos mercenários; ou vivemos imitando Jesus que deu a própria vida pelos outros, ou vivemos como mercenários, à procura do próprio interesse, do próprio proveito. O pastor vive para o seu rebanho. E o Senhor pedir-nos-á contas, como acontecerá no julgamento final conforme aquele lindíssimo trecho de Mateus 25. Com efeito, seremos julgados por termos cuidado dos pobres, dos feridos da vida, dos desprezados, dos últimos. Antecipemos aquele julgamento aprendendo a cuidar do próximo, a começar pelos pobres do nosso rebanho, por aqueles de quem ninguém se aproxima, por aqueles que estão feridos pela vida, com a misericórdia e o amor com que o Senhor cuida de nós. A Igreja que sai, aquela de que o Papa Francisco fala, é uma Igreja que entra na vida dos outros, sai para as ruas, vai ao encontro e inclui todos aqueles que estão excluídos pelos mercenários do mundo.


17/08/2016
Oração com os santos


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri