Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

II Tessalonicenses 1,1-5.11-12

Paulo, Silvano e Timóteo à Igreja de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo, que está em Tessalónica. Graça e paz a vós da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo. Devemos dar continuamente graças a Deus por vós, irmãos, como é justo, pois que a vossa fé cresce extraordinariamente e a caridade recíproca superabunda em cada um e em todos vós, a ponto de nós próprios nos gloriarmos de vós nas igrejas de Deus, pela vossa constância e fé em todas as perseguições e tribulações que suportais. Elas são o indício do justo juízo de Deus, para que sejais considerados dignos do reino de Deus pelo qual padeceis. Eis por que oramos continuamente por vós: para que o nosso Deus vos torne dignos da vocação e, com o seu poder, a vossa vontade de bem e a actividade da vossa fé atinjam a plenitude, de modo que seja glorificado em vós o nome de Nosso Senhor Jesus e vós nele, segundo a graça do nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo.


 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Também esta segunda Carta aos Tessalonicenses é escrita conjuntamente por Paulo, Silvano e Timóteo. Paulo e Silvano foram encarcerados devido à pregação que faziam, depois de terem padecido atrozes sofrimentos. Na prisão, cerca da meia-noite, tinham rezado e cantado juntos hinos de louvor a Deus, e o Senhor tinha-os libertado miraculosamente (cf. Act 16, 19-30). Timóteo, por sua vez, foi muitas vezes louvado por Paulo e indicado como exemplo de crente. De qualquer modo, seja Silvano, seja Timóteo tinham sido encarregados pelo apóstolo de pregarem também na Macedónia (cf. Act 18, 5). É um início que mostra a fraternidade dos três discípulos no comum empenho evangélico. Juntos, dirigem-se à pequena comunidade de Tessalónica, já crescida na fé e no amor, ao ponto de se tornar exemplo para as outras comunidades. A vida evangélica de uma comunidade influi sobre as outras; é o fruto da "comunhão dos santos". O apóstolo está justamente orgulhoso disso, também porque a pequena comunidade de Tessalónica estava a ser provada por não poucas oposições. Os hebreus da cidade consideravam-na uma concorrente perigosa e tinham instigado o povo contra ela. O apóstolo recorda àqueles cristãos que não estão ao abrigo das perseguições. No entanto, "quem perseverar até o fim, será salvo" (Mt 24, 13). No fogo purificador do sofrimento realiza-se desde já o julgamento que advirá no fim da história, quando os que perseveraram na fé e no amor serão separados dos que se afastaram. Só aquele que perseverou terá cidadania no Reino de Deus, tal como o apóstolo Pedro recorda: "Se alguém sofre como cristão, não se sinta envergonhado; mas glorifique a Deus por ter o nome de cristão. De facto, chegou a hora do julgamento, e está a começar pela casa de Deus; se o nosso julgamento é o começo, qual será o fim dos que não obedecem ao Evangelho de Deus?" (1Pd 4, 16 ss.). O sofrimento é uma bagagem necessária para o discípulo de Jesus. E não se deve deixar enganar se parece que os ímpios são poupados. Já o salmista anotava: "Porque invejei os arrogantes, vendo a prosperidade dos injustos. Para eles não há tormentos, e o seu corpo é sadio e robusto" (Sl 73, 3-4). Paulo responde: "Não vos iludais: pois com Deus não se brinca. Cada um colherá aquilo que tiver semeado" (Gl 6, 7). Tudo ficará esclarecido no fim dos tempos. Paulo, com a linguagem típica da apocalíptica, descreve o inexorável julgamento de Deus: aquele que se rebela ao Evangelho cairá numa eterna solidão "longe da presença do Senhor", enquanto que aquele que perseverou na escuta da Palavra de Deus e no serviço aos pobres verá o Senhor "face a face" (1Cor 13, 12). Paulo reza para que todos possam chegar até à "perfeita conclusão" dos dias quando os eleitos estarão ao lado do trono do Cordeiro e cantarão ao Senhor um cântico novo, tal como escreve o Apocalipse: "Do trono saiu uma voz, convidando: Louvai o nosso Deus, vós todos, os seus servos, todos os que O temem, pequenos e grandes! ...Vamos ficar alegres e contentes, vamos dar glória a Deus, porque chegou o tempo do casamento do Cordeiro" (Ap 19, 5.7).


22/08/2016
Oração pelos pobres


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri