Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Na Basílica de Santa Maria in Trastevere, reza-se pelos doentes.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

Gálatas 1,6-12

Estou admirado de que tão depressa vos afasteis daquele que vos chamou pela graça de Cristo, para seguirdes outro Evangelho. Que outro não há; o que há é certa gente que vos perturba e quer perverter o Evangelho de Cristo. Mas, até mesmo se nós ou um anjo do céu vos anunciar como Evangelho o contrário daquilo que vos anunciámos, seja anátema. Como anteriormente dissemos, digo agora mais uma vez: se alguém vos anuncia como Evangelho o contrário daquilo que recebestes, seja anátema. Estarei eu agora a tentar persuadir homens ou a Deus? Ou será que estou a procurar agradar aos homens? Se ainda pretendesse agradar aos homens, não seria servo de Cristo. Com efeito, faço-vos saber, irmãos, que o Evangelho por mim anunciado, não o conheci à maneira humana; pois eu não o recebi nem aprendi de homem algum, mas por uma revelação de Jesus Cristo.

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Paulo inicia a sua Carta às "Igrejas da Galácia" - a região central da actual Turquia – realçando, em particular, a sua autoridade de apóstolo. E tem-na, não por sua iniciativa, mas "da parte de Jesus Cristo". A sua pregação, portanto, reflecte a própria autoridade de Jesus e, portanto, de "Deus nosso Pai".Paulo acrescenta ainda que a Carta é escrita "de acordo e unidade com os irmãos", como que a querer dizer que o ministério pastoral nunca está separado da comunidade e da sua vida. A abertura solene com que inicia a Carta responde à seriedade do perigo em que se encontram aquelas comunidades. Com efeito, alguns maus mestres punham em dúvida não só a autoridade apostólica de Paulo, mas também esvaziavam o fulcro do "Evangelho de Cristo" que ele tinha pregado, isto é, que a Salvação provém unicamente da fé em Jesus, único Salvador. Paulo sabe que este Evangelho é tão central no cristianismo que chega a afirmar que se ele ou um anjo ou qualquer outra pessoa, pregarem um diferente, deve ser considerado aná¬tema. Essa firmeza nasce da preocupação de conservar a integridade do "Evangelho de Cristo". Deste modo, o apóstolo mostra que ele mesmo é o primeiro a obedecer a quanto recebido de Jesus. É, portanto, radicalmente falso o que os maus mestres querem dar a entender dele para o desacreditarem, isto é, que ele quer só agradar aos homens. O apóstolo reivindica que quer agradar apenas a Deus, precisamente porque anuncia apenas o que recebeu como dádiva de Jesus. E esclarece várias vezes que o seu ministério está todo em "servir" o Evangelho de Cristo, como também repete aos Coríntios: "considerai-nos como servidores de Cristo e administradores dos mistérios de Deus. Ora, o que se espera dos administradores é que sejam dignos de confiança" (1Cor 4, 1 s.). Este exemplo de Paulo é entregue a todo o crente e ainda mais, a todo o ministro do Evangelho: todos devemos segui-l’O se queremos ser fiéis discípulos de Jesus.


03/10/2016
Oração pelos doentes


Calendário da semana
JAN
15
Domingo, 15 de Janeiro
Liturgia dominical
JAN
16
Segunda-feira, 16 de Janeiro
Oração pela Paz
JAN
17
Terça-feira, 17 de Janeiro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
JAN
18
Quarta-feira, 18 de Janeiro
Oração com os santos
JAN
19
Quinta-feira, 19 de Janeiro
Oração pela Igreja
JAN
20
Sexta-feira, 20 de Janeiro
Oração da Santa Cruz
JAN
21
Sábado, 21 de Janeiro
Oração da vigília
JAN
22
Domingo, 22 de Janeiro
Liturgia dominical