Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

Apocalipse 1,1-5; 2,1-5

Revelação de Jesus Cristo. Deus encarregou-o de manifestar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer e que Ele comunicou pelo anjo que enviou ao seu servo João, o qual atesta que tudo o que viu é Palavra de Deus e testemunho de Jesus Cristo. Feliz o que lê e os que escutam a mensagem desta profecia e põem em prática o que nela está escrito, porque o tempo está próximo. João saúda as sete igrejas da província da Ásia: graça e paz da parte daquele que é, que era e que há-de vir, da parte dos sete espíritos que estão diante do seu trono e da parte de Jesus Cristo, a Testemunha fiel, o Primeiro vencedor da morte e o Soberano dos reis da terra.
Àquele que nos ama e nos purificou dos nossos pecados com o seu sangue,

Ao anjo da igreja de Éfeso, escreve: «Isto diz o que tem na mão direita as sete estrelas, o que caminha no meio dos sete candelabros de ouro: ‘Conheço as tuas obras, as tuas fadigas e a tua constância. Sei também que não podes tolerar os malvados e que puseste à prova os que se dizem apóstolos - mas não o são - e os achaste mentirosos; tens constância, sofreste por causa de mim e não perdeste a coragem. No entanto, tenho uma coisa contra ti: abandonaste o teu primitivo amor. Lembra-te, pois, donde caíste, arrepende-te e torna a proceder como ao princípio. Se não procederes assim e não te arrependeres, Eu virei ter contigo e retirarei o teu candelabro do seu lugar.

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Nestas duas últimas semanas do ano litúrgico, a primeira leitura da Missa quotidiana apresenta-nos algumas páginas do Apocalipse (um termo que literalmente significa "revelação", "manifestação"). Podemos dizer que toda a Sagrada Escritura é uma revelação, uma manifestação do mistério de amor de Deus por nós. Este último livro do Novo Testamento revela o mistério do amor de Jesus que veio salvar o mundo do pecado e da morte mediante a Sua morte e ressurreição. O livro - como anota o autor, que a tradição quer que seja João - também é uma "profecia" (v. 3), no sentido que revela o sentido da vida, aquele fio vermelho do amor de Deus que atravessa e liga o enredo da história humana até à sua conclusão no Céu. João, ao terminar o texto, usa palavras semelhantes às do início: "O Senhor, o Deus que inspira os profetas, enviou o seu Anjo para mostrar aos seus servos o que deve acontecer muito em breve. Eis que venho em breve. Feliz aquele que observa as palavras da profecia deste livro" (22, 6-7). Jesus transmite a João o que tinha recebido do Pai por intermédio de um Anjo. Com efeito, há sempre necessidade de um Anjo para se ouvir e compreender os mistérios de Deus. Já o profeta Amós dizia: "O Senhor não faz coisa alguma sem revelar os seus segredos aos profetas, seus servos" (3, 7). A revelação, na verdade, nunca é um processo fechado em cada um de nós, não é uma espécie de auto-revelação. Somos todos exortados a sair de nós mesmos e a escutarmos um Outro. O Senhor envia sempre um Anjo que nos fala e explica o Evangelho. E quem por sua vez O comunica, tal como João, torna-se um "servo" daquela Palavra: não é mandado para proclamar a si mesmo, mas a Palavra de Deus, a vontade de Deus, o pensamento de Deus e os acontecimentos iminentes, "que devem acontecer muito em breve" (v. 1). Por isso, João pode pronunciar a primeira das sete bem-aventuranças que se encontram neste livro: "feliz aquele que lê e aqueles que escutam as palavras desta profecia". É uma exortação pessoal ("feliz o que lê") e, ao mesmo tempo, dirigida a todos ("os que escutam") para se ouvir Aquele que fala. A Palavra de Deus deve ser escutada pessoalmente para que se crie aquele laço que permite a desconhecidos de se tornarem numa comunidade de cristãos.


14/11/2016
Oração pelos pobres


Calendário da semana
NOV
27
Domingo, 27 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
28
Segunda-feira, 28 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
29
Terça-feira, 29 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
30
Quarta-feira, 30 de Novembro
Oração dos Apóstolos
DEZ
1
Quinta-feira, 1 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
2
Sexta-feira, 2 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
3
Sábado, 3 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri