news

Refugiados: os corredores humanitários chegam à ONU e são propostos como um modelo replicável

24 Junho 2016 - NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

refugeesRefugeesUNhumanitarian corridor

Uma delegação do Ministério dos Negócios Estrangeiros italiano e da Comunidade de Sant'Egidio, em Nova Iorque ilustra os resultados e as perspectivas de um projecto alternativo às "viagens da morte"

Compartilhe Em

 

Falou-se dos corredores humanitários a 22 de Junho na sede da Missão Permanente da Itália junto das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Uma delegação do Governo italiano, representado pelo vice-ministro dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação Internacional Mario Giro, e da Comunidade de Sant'Egidio com Cesare Zucconi, ilustrou a iniciativa dos corredores humanitários.

Na presença de um grupo de embaixadores acreditados junto da ONU e de representantes de organizações internacionais foi feito um primeiro balanço da iniciativa, resultado de um acordo entre o Ministério dos Negócios Estrangeiros, o Ministério do Interior, a Comunidade de Sant'Egidio, FCEI e Tavola Valdese, que permitiu até hoje a cerca de 300 sírios e iraquianos de alcançar de forma segura a Itália.

NDurante o encontro, destacou-se em particular a replicabilidade do projecto, encorajando outros países a tomar a iniciativa para salvar vidas, para combater o tráfico de seres humanos através da abertura de vias de acesso legais e seguras para a Europa, começando com as pessoas mais vulneráveis.