news

Um casa-família na Beira, em Mocambique, porque sem os idosos não há futuro

8 Junho 2020 - BEIRA, MOÇAMBIQUE

ELDERLY
There is no future without the elderly

Compartilhe Em

Joaquina é a primeira hóspede da casa-família que a Comunidade de Sant'Egidio abriu em Moçambique, na Beira. A casa tinha sido inaugurada pouco antes da chegada do ciclone Idai que a tinha danificado gravemente. É uma casinha bonita no bairro popular de Munhava, onde há muitos anos a Comunidade também faz a Escola da Paz.

Joaquina tem 74 anos de idade, uma vida difícil. Após a morte do marido, foi expulsa da casa onde viviam e, completamente sozinha, viveu sempre de esmola e da ajuda que recebeu da Comunidade desde há muitos anos. Ela vivia numa palhota à beira de um canal de drenagem.

A casa onde ele vive agora pode acomodar até 5 idosos. Em breve chegará uma companheira para Joaquina, Ana, que também é amiga da Comunidade há muitos anos. Joaquina e Ana sempre fizeram parte do grupo de cerca de 800 idosos aos quais a Comunidade da Beira oferece um kit alimentar duas vezes por mês há mais de 20 anos. Para a Comunidade, os idosos foram também uma prioridade na reconstrução após o ciclone Idai, que na noite de 14 de Março danificou 95% das casas da Beira, destruindo completamente as mais pobres e mais precárias como são frequentemente as casas dos idosos. Já foram entregues 38 casas aos idosos que em Março de 2019 tinham perdido tudo.
 



Um casa-família na Beira, em Mocambique, porque sem os idosos não há futuro
Um casa-família na Beira, em Mocambique, porque sem os idosos não há futuro
Um casa-família na Beira, em Mocambique, porque sem os idosos não há futuro
Um casa-família na Beira, em Mocambique, porque sem os idosos não há futuro