news

Dor e indignação perante o gravíssimo ataque aos fiéis na basílica de Notre-Dame em Nice. Os locais de culto e de coabitação devem ser preservados, e devem ser feitos esforços para evitar um novo e perigoso "choque de civilizações"

29 Outubro 2020 - FRANÇA

Terrorism
violence

Compartilhe Em

IO gravíssimo ataque na Basílica de Notre-Dame em Nice, que causou a morte de três pessoas e o ferimento de outras, juntamente com o pesar pelas vítimas e a solidariedade para com as suas famílias, suscita grande indignação e apela todos a uma condenação firme.

A Comunidade de Sant'Egidio une-se em torno do povo francês e da diocese de Nice
, alvo deste último acto de terrorismo sem sentido e bárbaro. Ao mesmo tempo, convida os crentes de todos os credos, especialmente cristãos e muçulmanos, a dissociar a religião de todas as formas de violência perpetradas em nome de Deus. Como uma rede de homens e mulheres ligados ao "espírito de Assis", assinámos a 20 de Outubro passado em Roma, na presença do Papa Francisco e de líderes cristãos, muçulmanos e outros líderes religiosos, um solene apelo à paz que nos comprometemos a afirmar em todas as instâncias.

É absolutamente necessário evitar uma nova e perigosa instrumentalização das religiões e parar a tentativa de alcançar um novo "choque de civilizações" ditado por razões económicas, políticas e ideológicas, longe de expressões de fé genuínas, mas com o objectivo de minar a coabitação e a integração construídas não sem problemas ao longo dos anos na Europa.

Os lugares de culto, tais como igrejas, mesquitas, sinagogas, representam, mesmo simbolicamente, os primeiros espaços a serem preservados e retirados da violência, porque são lugares de oração onde o ódio é banido e onde Deus é o nome da paz
.