news

Migrantes: Conselho Europeu adia decisão até Setembro, mas as melhores práticas dos corredores humanitários continuam

25 Junho 2021 - ROMA, ITÁLIA

humanitarian corridor

Hoje uma nova chegada do Corno de África. Entre os resgatados encontravam-se dois recém-nascidos

Compartilhe Em

Esta manhã 13 refugiados do Iémen e Eritreia, incluindo 8 menores, chegaram a Fiumicino com os corredores humanitários criados pela Comunidade de Sant'Egidio em colaboração com a Conferência Episcopal Italiana. Serão acolhidos em várias regiões italianas (Emilia Romagna, Lombardia e Campânia) e ajudados a integrarem-se. Duas delas são crianças recém-nascidas, as mais novas que chegaram com os corredores humanitários.

Embora o Conselho Europeu tenha decidido adiar até Setembro qualquer decisão sobre a deslocalização de migrantes - a superação do Tratado de Dublin e a organização de fluxos regulares de entrada - os corredores humanitários são confirmados como uma boa prática organizada e financiada pela sociedade civil, com mais de 3.700 refugiados até agora chegados em Itália, França, Bélgica e Andorra. E continuam a demonstrar a todos os Estados europeus que as soluções de acolhimento e integração no nosso tecido social e de trabalho são possíveis, e mesmo necessárias.

CONTINUE A APOIAR OSI CORREDORES HUMANITÁRIOS >>



Migrantes: Conselho Europeu adia decisão até Setembro, mas as melhores práticas dos corredores humanitários continuam
Migrantes: Conselho Europeu adia decisão até Setembro, mas as melhores práticas dos corredores humanitários continuam
Migrantes: Conselho Europeu adia decisão até Setembro, mas as melhores práticas dos corredores humanitários continuam
Migrantes: Conselho Europeu adia decisão até Setembro, mas as melhores práticas dos corredores humanitários continuam
Migrantes: Conselho Europeu adia decisão até Setembro, mas as melhores práticas dos corredores humanitários continuam