news

A ajuda de Sant'Egidio às vítimas do terramoto chega ao Haiti. Milhares de pessoas deslocadas ainda sem comida nem água

27 Setembro 2021

Humanitarian aid
HaitiHumanitarian emergencies

Compartilhe Em

Acaba de chegar à capital, Port-au-Prince, a ajuda recolhida pela Comunidade de Sant'Egidio para as dioceses afectadas pela última catástrofe natural.

Já passou mais de um mês desde o violento terramoto que atingiu o Haiti enquanto o país enfrenta as consequências de uma crise económica e política grave e não resolvida, agravada pelo assassinato do Presidente a 7 de Julho. O terramoto, que atingiu a região sul do país a 14 de Agosto, matou mais de 2.200 pessoas, feriu 12.700 e destruiu cerca de 137.000 edifícios, incluindo muitas escolas e hospitais. Causou 200.000 pessoas deslocadas que tiveram de enfrentar as fortes chuvas causadas pelo ciclone Grace, que varreu o país nos dias que se seguiram ao terramoto, quer a céu aberto, quer em tendas. Ainda hoje não têm abrigo, não têm acesso a água potável nem a cuidados de saúde e sofrem de falta de alimentos.

Tal como em 2010, a Comunidade de Sant'Egidio tem estado ao lado deste país, o mais pobre da região, para responder aos vários pedidos de ajuda. Nestes dias, graças a um voo humanitário da União Europeia, a ajuda recolhida pela Comunidade de Sant'Egidio e destinada às dioceses afectadas pela catástrofe natural chegou à capital, Port-au-Prince. Em colaboração com a Conferência Episcopal do Haiti e a Cáritas Haitiana, os produtos alimentares e médicos serão distribuídos a numerosas famílias deslocadas.

A Comunidade de Sant'Egidio está presente há mais de uma década com comunidades de jovens em Port-au-Prince (oeste), Hinche (centro) e Anse-à-veau (sul), um dos locais atingidos pelo terramoto. Vivem o espírito da Comunidade, ajudando centenas de crianças nas Escolas de Paz e formando uma rede de protecção para os idosos. Onze anos após o anterior terramoto ter devastado a capital e áreas vizinhas, a casa para crianças órfãs aberta pela Comunidade ainda acolhe os jovens que quase completaram a sua escolaridade. Apesar das várias crises que afectaram o país nos últimos anos, estes jovens puderam frequentar uma escola de qualidade, ao mesmo tempo que eram acompanhados no ambiente familiar oferecido pela “Maison des enfants”.
 



A ajuda de Sant'Egidio às vítimas do terramoto chega ao Haiti. Milhares de pessoas deslocadas ainda sem comida nem água
A ajuda de Sant'Egidio às vítimas do terramoto chega ao Haiti. Milhares de pessoas deslocadas ainda sem comida nem água