news

"Esta é uma bela Itália" de integração, escola e vacinas. Visita do General Figliuolo a Sant'Egidio

28 Setembro 2021 - ROMA, ITÁLIA

Integration
Sant'EgidioLanguage SchoolMarco ImpagliazzocoronavirusCovid-19

Compartilhe Em

Na tarde de segunda-feira, 27 de Setembro, o General Francesco Paolo Figliuolo, Comissário Especial para a emergência Covid-19, visitou a Comunidade de Sant'Egidio, com a qual colabora desde Julho na administração de vacinas a pessoas frágeis e "invisíveis".

A visita começou no Palazzo Leopardi, o centro da Comunidade de Sant'Egidio em Trastevere que acolhe a escola de língua e cultura italiana e onde algumas famílias chegaram com os corredores humanitários.
Conheceu estudantes e refugiados de todo o mundo. São alguns dos que beneficiaram do hub de vacinação do antigo hospital de San Gallicano,criado através da colaboração da estrutura de comissários do governo com a Comunidade de Sant'Egidio, a Região do Lazio e a ASL Roma 1.

O centro deu acesso à vacina especialmente àqueles que correram o risco de serem excluídos da campanha de vacinação devido a problemas burocráticos: pessoas sem abrigo e frágeis, pessoas sem código fiscal e sem cartão de saúde, italianos e recém-chegados.

O centro de vacinação já administrou mais de 7000 doses de vacina e já 5200 pessoas receberam a sua segunda dose desde Julho. «LAs vacinas tiveram um valor acrescentado», salientou o General Figliuolo à margem da visita ao Palazzo Leopardi, «foi criado um círculo virtuoso entre as pessoas menos abastadas, que souberam da oferta educacional (de Sant'Egidio). Fiquei satisfeito por ver aulas cheias de homens, mulheres e crianças de todos os continentes. Esta é uma bela Itália». De facto, o centro também representa a excelência italiana, que foi a razão da visita do general à Escola e a Sant'Egidio, após os primeiros meses de colaboração.

O Presidente da Comunidade, Marco Impagliazzo, também destacou como a iniciativa foi «um grande passo em frente para a saúde de todos e para a integração. O centro de vacinação é um grande programa, que vai continuar», disse ele em conclusão. «Há um novo começo que é verdadeiro e válido se envolver também os últimos, porque como disse o Papa Francisco, "só nos salvamos juntos».