news

44 sírios chegaram esta manhã a Fiumicino, vindos do Líbano, com os corredores humanitários

5 Novembro 2021 - FIUMICINO, ITÁLIA

humanitarian corridor

Compartilhe Em

Esta manhã, 44 refugiados sírios - incluindo 15 crianças - que tinham vivido em campos de refugiados no Líbano durante algum tempo, aterraram no aeroporto de Fiumicino num voo de Beirute. Nos últimos meses, as suas condições de vida pioraram não só devido à pandemia, mas também devido à grave crise política, económica e social que este país está a atravessar. A sua entrada em Itália foi possível graças aos corredores humanitários promovidos pela Comunidade de Sant'Egidio, a Federação das Igrejas Evangélicas em Itália e Tavola Valdese, graças à renovação do protocolo assinado em Agosto passado com os Ministérios do Interior e dos Negócios Estrangeiros, que prevê a chegada de mais 1.000 pessoas em condições vulneráveis.

Desde Fevereiro de 2016, com os corredores humanitários, mais de 2050 refugiados do Líbano chegaram a Itália e, no total, cerca de 4.000 requerentes de asilo na Europa.

Os refugiados que chegaram esta manhã serão também acolhidos por associações, paróquias e comunidades em diferentes regiões italianas (Lácio, Marche, Piemonte, Sicília e Toscana) e, após passar um período de quarentena em conformidade com a regulamentação anti-covid, serão iniciados num caminho de integração: para os menores através da inscrição imediata na escola e para os adultos, imediatamente com a aprendizagem da língua italiana e, uma vez obtido o estatuto de refugiado, a integração no mundo do trabalho. Os corredores humanitários, que são inteiramente auto-financiados (a partir da angariação de fundos de Sant’Egidio e do 8 por mil da Távola Valdense) e realizados graças a uma rede de acolhimento amplo, representam um modelo eficaz que combina solidariedade e segurança, tanto que foram replicados noutros países como a França, Bélgica e Andorra.