Oração pela Igreja

Compartilhe Em

Memória de Nossa Senhora de Guadalupe, no México. Recordação de Filomena, idosa de Trastevere em Roma, que faleceu num lar em 1976. Juntamente com ela, recordamos todos os idosos, em particular, os que estão sozinhos e que vivem nos lares.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

Isaías 41,13-20

Porque Eu, o Senhor, teu Deus,
tomo-te pela mão,
e digo-te: 'Não tenhas medo,
Eu mesmo te ajudarei!'

Não tenhas medo, pobre vermezinho de Jacob,
mísero insecto de Israel.
Eu próprio te ajudarei.
- oráculo do Senhor.
O teu redentor é o Santo de Israel.

Farei de ti uma grade aguçada,
nova e armada de dentes;
trilharás as montanhas e as triturarás.
Reduzirás a palha as colinas.

Tu as joeirarás e levá-las-á o vento,
e o vendaval as espalhará.
Exultarás, então, no Senhor,
gloriar-te-ás no Santo de Israel.

Os pobres e os necessitados buscam água
e não a encontram.
Têm a língua ressequida pela sede.
Mas Eu, o Senhor, os atenderei;
Eu, o Deus de Israel, não os abandonarei.

Farei brotar rios nos morros escalvados
e fontes do fundo dos vales.
Transformarei o deserto num reservatório
e a terra árida em arroios de água.

Plantarei no deserto cedros e acácias,
murtas e oliveiras.
Farei crescer na terra seca o cipreste,
ao lado do ulmeiro e do buxo,

para que vejam e saibam,
considerem e compreendam,
de uma vez por todas,
que é a mão do Senhor que faz estas coisas,
que o Santo de Israel as realizou.
Desafio aos falsos deuses

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

É fácil, sobretudo nos momentos mais difíceis, esquecer-se do amor e da misericórdia do Senhor. E deixar-se dominar pelo medo e pelo desconforto. Num período de globalização, o medo parece ter-se enraizado e espalhado: o mundo parece-nos demasiado grande, desmedido. É mais difícil entendê-lo e governá-lo. E ao medo, junta-se a raiva. Não é bom viver num período e num mundo onde o medo e a raiva se sustêm reciprocamente criando um clima de mal-estar e de conflito. A palavra do profeta, exorta-nos a estarmos cientes da presença de Deus neste mundo desmedido: "Não tenhas medo, Eu mesmo te ajudarei!". A exortação repete-se várias vezes nesta breve página de Isaías, como que a querer forçar a porta do medo que não deixa ver o amor com que somos acompanhados. Quantas vezes, também nos Evangelhos, Jesus repete aos discípulos para confiarem n'Ele e não terem medo! O Senhor é o sustento do Seu povo, é o descanso para os pobres, é o libertador dos prisioneiros. E, se é verdade que "os pobres e os indigentes procuram água, mas não a encontram; estão com a língua seca de sede", também é verdade que o Senhor vem logo em socorro deles. O profeta fala do novo êxodo do povo de Israel do exílio babilónico: será uma libertação ainda mais profunda da primeira quando os fez sair do Egipto. Com efeito, se durante o caminho no deserto depois da primeira libertação o povo de Israel foi dessedentado com água que brotou de uma rocha, agora, o Senhor transformará o deserto num "lago e a terra seca em riachos de água". É o amor do Senhor que realiza prodígios cada vez maiores em prol do Seu povo. Um amor que alcança o seu ápice com Jesus que não só desceu do Céu para estar ao nosso lado, mas chegou até a dar a própria vida para nos salvar do pecado e da morte. É-nos pedido - como escreve o profeta - para "vermos e reconhecermos" esse amor e para nos deixarmos tocar no coração.