Oração da Santa Cruz

Compartilhe Em


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres,
a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos,
a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

Isaías 48,17-19

Eis o que diz o Senhor, teu redentor,
o Santo de Israel:
«Eu sou o Senhor teu Deus,
que te dou lições para teu bem,
que te guio pelo caminho que deves seguir.

Ah! Se tivesses atendido ao que Eu mandava!
O teu bem-estar seria como um rio,
a tua felicidade como as ondas do mar.

A tua posteridade seria como a areia,
como os seus grãos, os frutos do teu ventre.
O teu nome não seria aniquilado,
nem destruído diante de mim.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

O profeta recorda ao povo de Israel, presa fácil da tentação de se afastar do Senhor para procurar outros caminhos, que é Deus que o conduz no caminho da salvação. E só Ele. Todos nós hoje experimentamos, como Israel experimentou na altura, quanto é difícil a vida quando é vivida longe de Deus. Os primeiros a provarem essa dificuldade são os mais desfavorecidos, os pobres, que pagam o preço amargo de serem descartados e abandonados à margem da vida. O profeta pede para desviarmos o olhar de nós mesmos e apercebermo-nos da presença do Senhor e do grande Seu amor por nós. Deus está perto do Seu povo, acompanha-o e pede para ser reconhecido e amado. Mas quando nos habituamos a viver sem a consciência da presença de Deus, deixamo-nos levar facilmente por uma vida insípida e sem sentido. Precisamos de voltar a escutar e de ver a presença do Senhor nos nossos dias, nas nossas comunidades, nas nossas sociedades e deixar que seja o Senhor a guiar os nossos passos: conduzi-los-á no caminho do amor e da paz. Através da Sua Palavra, que nunca deixa de nos enviar, o Senhor continua a falar-nos para discernirmos nos nossos dias o Seu caminho: "Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te ensino para o teu bem e te guio pelo caminho que deves seguir" (v. 17). A fidelidade na escuta da Sua Palavra - que neste tempo do Advento - nos é dirigida com particular abundância, é uma bênção para a nossa vida.