Oração com os santos

Compartilhe Em

Festa do Cristo negro de Equipulas, na Guatemala, venerado em toda a América Central.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sois uma geração escolhida
um sacerdócio real, uma nação santa,
povo resgatado por Deus
para proclamar as suas maravilhas.

Aleluia aleluia, aleluia

I Samuel 3,1-10.19-20

O jovem Samuel servia o Senhor sob a direcção de Eli. O Senhor, naquele tempo, falava raras vezes e as visões não eram frequentes. Ora certo dia aconteceu que Eli estava deitado, pois os seus olhos tinham enfraquecido e mal podia ver. A lâmpada de Deus ainda não se tinha apagado e Samuel repousava no templo do Senhor, onde se encontrava a Arca de Deus. O Senhor chamou Samuel. Ele respondeu: «Eis-me aqui.» Samuel correu para junto de Eli e disse-lhe: «Aqui estou, pois me chamaste.» Disse-lhe Eli: «Não te chamei, meu filho; volta a deitar-te.» O Senhor chamou de novo Samuel. Este levantou-se e veio dizer a Eli: «Aqui estou, pois me chamaste.» Eli respondeu: «Não te chamei, meu filho; volta a deitar-te.» Samuel ainda não conhecia o Senhor, pois até então nunca se lhe tinha manifestado a palavra do Senhor. Pela terceira vez, o Senhor chamou Samuel, que se levantou e foi ter com Eli: «Aqui estou, pois me chamaste.» Compreendeu Eli que era o Senhor quem chamava o menino e disse a Samuel: «Vai e volta a deitar-te. Se fores chamado outra vez, responde: «Fala, Senhor; o teu servo escuta!» Voltou Samuel e deitou-se. Veio o Senhor, pôs-se junto dele e chamou-o, como das outras vezes: «Samuel! Samuel!» E Samuel respondeu: «Fala, Senhor; o teu servo escuta!» Samuel ia crescendo, o Senhor estava com ele e cumpria à letra todas as suas predições. Todo o Israel, desde Dan até Bercheba, reconheceu que Samuel era um profeta do Senhor.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sereis santos,
porque Eu sou santo, diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

O trecho inicia com a anotação de Samuel que "servia o Senhor sob as ordens de Eli". Mas logo a seguir, acrescenta: "A Palavra de Deus manifestava-se raramente naquele tempo e as visões não eram frequentes". Era um momento difícil para Israel. Tudo parecia convergir para o declino de Israel com a impossibilidade de qualquer tipo de retoma. O rarear da profecia significava o afastamento de Deus e, portanto, também da luz que indicasse o caminho a percorrer. Sem a Palavra de Deus tornam-se impossíveis as visões, as perspectivas largas para entrever um futuro de desenvolvimento e de paz para todo o povo de Israel. Escutando estas palavras, como é possível não pensar também nos dias de hoje? Também hoje as visões são raras, são difíceis os sonhos por um mundo mais justo e mais humano, onde não hajam desigualdades tão escandalosas. Vivemos num mundo global mas falta uma visão universal que inclua toda a família humana. O sacerdote Eli, que também deveria ter visões, tinha envelhecido na cegueira e vivia retirado nos seus próprios aposentos. Samuel ainda era muito jovem. No entanto - diz o texto sagrado - "a lâmpada de Deus ainda não tinha sido apagada". O Senhor velava o Seu povo. Na verdade, o Seu amor é bem maior que o dos Seus filhos. E eis que, enquanto Samuel dormia, o Senhor chama por ele. Samuel houve a chamada de Deus três vezes; cada vez que ouvia, ia ter com Eli e, na terceira vez, o sacerdote diz-lhe o que ele deve fazer. É verdade, Samuel vive há anos no santuário em contacto directo com o sumo sacerdote, mas ainda não conhece o Senhor. Podem-se conhecer muitas coisas sobre Deus, mas nunca ter um contacto pessoal com Ele. Samuel escutou por três vezes (isto é, repetidamente) a voz do Senhor. E, ajudado pelo idoso Eli, finalmente respondeu: "Fala, que o teu servo escuta". E recebeu a revelação de Deus. A Palavra de Deus, a partir daquele momento, deixou de ser parca. Antes pelo contrário, através dele, a Palavra tornou-se força de transformação. E tem todo o sentido a anotação do autor sagrado: "Samuel crescia e o Senhor estava com ele, e nenhuma das palavras que o Senhor lhe disse deixou de se cumprir". É a exortação a todos nós para que possamos crescer como Samuel, isto é, tendo ao nosso lado o Senhor e não deixar de cumprir as Suas palavras. O Senhor confia a cada um de nós a força da Sua Palavra para que seja eficaz.