Oração com os santos

Compartilhe Em

Memória de Floribert Bwana Chui, jovem congolês da Comunidade de Santo Egídio, assassinado em 2007 por desconhecidos em Goma, porque se tinha oposto a uma tentativa de corrupção.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sois uma geração escolhida
um sacerdócio real, uma nação santa,
povo resgatado por Deus
para proclamar as suas maravilhas.

Aleluia aleluia, aleluia

Oséias 10,1-3.7-8.12

Israel era uma vinha frondosa,
que dava muitos frutos.
Quanto mais abundavam os seus frutos,
tanto mais multiplicou os seus altares.
Quanto mais prosperou a sua terra,
mais ricas estelas construiu.

O coração deles é falso:
vão sofrer o devido castigo;
Ele mesmo derrubará os seus altares
e deitará abaixo as suas estelas.

E dizem: «Não temos um rei,
porque não tememos o Senhor;
e que poderá fazer por nós o nosso Rei?»

Samaria está aniquilada,
o seu rei é como uma palha à deriva
sobre a superfície da água.

Os lugares altos de Bet-Aven,
o pecado de Israel, serão destruídos.
Os espinhos e os abrolhos crescerão
sobre os seus altares.
Dirão então às montanhas: «Cobri-nos!»
E às colinas: «Caí sobre nós!»

Lançai sementes de justiça,
colhei segundo a misericórdia,
lavrai terras incultas.
É tempo de buscar o Senhor,
até que venha e faça chover a justiça para vós.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sereis santos,
porque Eu sou santo, diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

Oseias é o primeiro dos profetas do Antigo Testamento a comparar Israel a uma videira: "Israel era uma parreira exuberante que dava uvas com fartura". Com essa imagem, Oseias mostra a prosperidade do povo de Israel. E é ainda mais triste ver o contraste entre a abundância da videira, fruto do trabalho do Senhor, e a dureza do coração de Israel que recusou a ajuda que lhe era oferecida. Deus confia ao Seu povo uma missão grave que é descrita com a imagem da lavra e da sementeira: Efraim e Jacob, isto é, todo o povo de Israel, são chamados por Deus a semearem justiça no campo da vida para poderem colher a bondade. Justiça e bondade são a consequência da escolha de quem procura o Senhor e escuta fielmente a Sua Palavra. Pelo contrário, quem semeia impiedade, colherá injustiça. O Senhor confia a todos a tarefa de semear justiça num mundo que não conhece nem a equidade nem a piedade. Em geral, infelizmente, cada um é levado a procurar segurança e certezas só para si mesmo. Mas quem se preocupa só de si mesmo e confia apenas na própria força, afasta-se de Deus e constrói um mundo radicalmente violento, injusto, onde o conflito e a guerra se tornam instrumento para afirmar o próprio poder (vv.13-14). A justiça de Deus vai bem além do mero cálculo e da medida estreita do cômputo humano, pois ela realiza-se com bondade e misericórdia. A cada crente é confiada a missão de cultivar, todos os dias, o campo da vida semeando amor e misericórdia. É de um campo assim semeado que nascem frutos de justiça e de paz para todos. Num mundo como o do início deste milénio, é bastante urgente acolher esta palavra do profeta.