Oração da Santa Cruz

Compartilhe Em


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres,
a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos,
a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

São Lucas 21, 29-33

E disse-lhes uma comparação:
«Reparai na figueira e nas restantes árvores.

Quando começam a deitar rebentos, ao vê-los, ficais a saber que o Verão está próximo.

Assim também, quando virdes essas coisas, conhecereis que o Reino de Deus está próximo.

Em verdade vos digo: Não passará esta geração sem que tudo se cumpra.

O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão-de passar.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Jesus veio para nos libertar de toda a escravidão, mesmo a da que podemos chamar resignação ao Mal. Com a vinda no mundo de Jesus, iniciou o novo tempo da libertação do mal e da instauração da salvação. Jesus é a aurora de um novo mundo: a Sua vida, o Seu amor, os Seus milagres, a Sua ressurreição são aqueles rebentos que manifestam a nova Primavera na história humana. Por isso, exorta os discípulos: "E contou-lhes uma parábola: Olhai a figueira e todas as árvores: vendo que elas começam a lançar rebentos, sabeis que o Verão está perto. Também, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o Reino de Deus está perto". Lendo o Evangelho e contemplando a obra de Jesus sabemos que já começou um novo mundo, o de Jesus. E olhando também para os muitos sinais de amor, mesmo os mais pequenos como os rebentos, vemos neles já presente e operante o novo futuro, aquele delineado pelo Evangelho que Jesus continua a fazer amadurecer e crescer. Podemos dizer que Jesus trouxe para o mundo, o futuro de Deus. Onde germina o amor, onde se manifesta o perdão, onde cresce a misericórdia, onde se pratica o diálogo e onde se instaura a paz, ali brotaram os rebentos do Reino de Deus. Divisando-os, cada um de nós é chamado a fazer germinar também no próprio coração e na própria vida sinais de amor. Assim apressamos o advento pleno do seu Reino. Jesus assegura que essas palavras são sólidas, mais sólidas do que o Céu e a Terra. Com efeito, o Evangelho do amor é a verdadeira rocha, o verdadeiro fundamento onde edificar a própria vida e a do mundo inteiro.