news

Hungria: a marcha de Sant'Egidio e da comunidade judaica de Pécs para não esquecer as vítimas da Shoah

11 Maio 2016 - PÉCS, HUNGRIA

HolocaustHungaryHistorical memory

No dia em que se recorda a construção do gueto, onde foram concentradas 4000 pessoas, em seguida deportadas para Auschwitz

Compartilhe Em

1944 - 2016, 72 anos se passaram desde aquele terrível mês de Maio de 1944, o dia em que cerca de 4.000 pessoas, a maioria judeus e ciganos, foram concentradas no gueto de Pécs, na Hungria, antes de ser deportadas para o campo de extermínio de Auschwitz dois meses mais tarde. Muito poucos deles sobreviveram à loucura nazista. Trata-se de uma memória tanto dolorosa quão importante, mantida vivo hoje pela Comunidade de Sant'Egidio e a Comunidade Judaica de Pécs, que desde 11 anos organiza uma marcha na cidade, para não esquecer.

Ainda este ano, apesar da forte chuva, a marcha passou pelas ruas da cidade até chegar à sinagoga, onde tomaram a palavra o rabino András Schönberger, o bispo György Udvardy, János Nagy da Comunidade de Sant'Egidio e o historiador húngaro  Gábor Shcweitzer.