news

Um novo ano rico em novidades para as crinaças refugiadas da Escola da Paz de Nyumanzi

16 Novembro 2016 - ADJUMANI, UGANDA

UgandaSudanSchool of PeaceSouth Sudan

Novas classes, apoio nutricional e muitos projectos para a escola primária realizada por Sant'Egídio no campo de refugiados perto de Adjumani no norte do Uganda

Compartilhe Em

A "Escola da Paz '' do campo de refugiados de Nyumanzi, a escola primária para os refugiados do Sudão do Sul realizada no Norte do Uganda pela Comunidade de Sant'Egídio em conjunto com a Diocese de Arua, está a tornar-se numa referência e um modelo para as outras escolas primárias do Uganda que nasceram nos campos de refugiados, onde vivem milhares de crianças que tiveram de deixar o Sudão do Sul por causa da guerra e da violência étnica: em todo o Uganda vivem atualmente mais de meio milhão de sul-sudaneses.

As Escolas da Paz oferecem aos alunos não só um lugar estável onde estudar, mas também um sustento nutricional: este ano mais de 800 crianças e adolescentes que frequentam a escola recebem uma refeição gratuita no final das aulas.

Algumas mulheres Nyumanzi preparam o almoço com uma cozinha de campo. Às 13 inicia-se a distribuição em parceria com os amigos da Comunidade de Sant'Egídio da cidade vizinha de Adjumani.
As novidades não param por aqui: rapidamente no pátio da escola será também criada uma horta para o cultivo de hortaliças, estão também a chegar bancos adequados para os alunos mais velhos.
Para o futuro, também está prevista a construção de novas casas de banho, e de um novo bloco de salas de aula para os alunos das primeiras classes.

Mas, além do edifício, cresce também a qualidade do ensino: no final do primeiro semestre os testes de avaliação, feitos com critérios compartilhados pelo sistema escolar de Uganda, foram positivos. 76% passaram no exame intermedio e a taxa de abandono escolar é mínima. Na escola de Nyumanzi, disseram-nos muitos, as feridas da guerra curam-se mais rapidamente!