news

Portas abertas em Matola, para superar o isolamento dos idosos.

21 Agosto 2017 - MOÇAMBIQUE

ELDERLYMozambique

Compartilhe Em

 

O verão de solidariedade alcança também Moçambique: contam-no os Jovens pela Paz de Matola e um grupo da Comunidade de Sant'Egidio  de Nápoles que neste mês realizaram no país africano uma série de iniciativas com os idosos que vivem num internato e as crianças das periferias.

Portas abertas nos centros de apoio à velhice de Matola e Maputo 

Há vários meses a Comunidade de Sant'Egidio visita um centro de apoio à velhice na Matola, uma grande cidade nos arredores de Maputo. Os idosos vivem vedados por um muro rodeado por arame farpado, isolados do bairro. O motivo? Protejê-los de possíveis agressões. Os idosos de facto, contam que muitas vezes alguém lança pedras contra eles, especialmente quando ficam sozinhos no final do tempo de trabalho do pessoal. Em muitos países africanos, e não só, as pessoas mais velhas são muitas vezes sujeitas a desconfiança, isolamento e desprezo. A Comunidade de Sant'Egidio está comprometida com a conscientização e a inclusão social dos idosos.

É por isso que os Jovens pela Paz e um grupo Comunidade de Nápoles realizaram "Portas abertas em Matola": um convite a todos os habitantes do bairro, de casa em casa, especialmente para os jovens e vizinhos, para atravessar a vedação e encontrar os idosos. Uma festa para ultrapassar preconceitos, ignorância e isolamento. Em tmuitos vieram para conhecer aqueles idosos que  lhe estavam tanto. Entre espanto e comoção Margarida, a mais velha, ele disse: "Aqui somo geralmente desprezados ... mas hoje nós sentimos protegidos".

A iniciativa também se repetiu num centro de Maputo com os idosos e algumas crianças que vivem na rua:  uma festa que foi uma oportunidade para os idosos de contar a sua própria vida aos jovens, histórias de esperança, mas também de pobreza e guerra, como a do Sergio que procura por toda parte notícias da filha de que ele nãonão sabe mais nada, ou a do Miguel que contou aos jovens o drama da guerra civil que por muitos anos tem sangrando o país.