news

Em Nacopa, Moçambique, onde a lepra ainda não foi erradicada. Dia Mundial da Lepra

27 Janeiro 2019 - NAMPULA, MOÇAMBIQUE

Leprosy

Compartilhe Em

27 de janeiro é o Dia Mundial da Lepra. Foi criado em 1954 por Raoul Follereau, escritor e jornalista francês, promotor da luta contra a lepra no mundo.

Em Moçambique a lepra foi declarada eliminada em 2010 (dados calculados quando a doença afeta menos de um caso por 10.000 habitantes). Infelizmente, em 2017, de acordo com dados do Ministério da Saúde, havia cerca de 2 mil novos casos de lepra, o 25% a mais que em 2016. Um aumento preocupante, também confirmado pela actividade dos nossos voluntários no campo que têm visto este aumento nos lugares onde eles servem.

Por esta razão, nos últimos meses, Sant'Egidio começou um projecto de assistência aos leprosos, fornecendo suprimentos de emergência: camas, colchões, alimentos, latas de 100 litros para conservar a água em casa, redes mosquiteiras e lâmpadas com energia solar.

As actividades da Comunidade estão concentradas na província de Nampula, em particular na antiga leprosaria de Nacopa, agora um "aldeia aberta", graças à intervenção de Sant'Egidio em 2013, quando após uma inundação reconstruiu as casas dos doentes, saneou toda a área tanto que até o resto da população local resolveu construir novas casas. Naquela ocasião, um poço foi aberto para a água, disponível para todos.


.



Em Nacopa, Moçambique, onde a lepra ainda não foi erradicada. Dia Mundial da Lepra
Em Nacopa, Moçambique, onde a lepra ainda não foi erradicada. Dia Mundial da Lepra
Em Nacopa, Moçambique, onde a lepra ainda não foi erradicada. Dia Mundial da Lepra
Em Nacopa, Moçambique, onde a lepra ainda não foi erradicada. Dia Mundial da Lepra