news

Promover uma cultura da vida: Sant'Egidio, no Malawi, envolve os chefes das aldeias contra a violência contra os idosos

12 Julho 2019 - MALAWI

MalawiELDERLY

Acordos para a iniciativa "Longa vida para os idosos!" que contrasta abusos e preconceitos

Compartilhe Em

"A nossa proximidade aos idosos é também uma batalha cultural": é assim que os responsáveis da Comunidade de Sant'Egidio do Malawi explicam a vasta campanha pela defesa e protecção dos idosos, que deu origem a uma série de Memorando de Entendimento com os chefes das aldeias para implementar o programa "Longa vida para os idosos"

De facto, no Malawi, há episódios diários de abuso e violência contra os idosos. Eles são afectados por muitas injustiças, incluindo acusações de feitiçaria, outras falsas crenças e preconceitos. Sant'Egidio está engajado há anos, com visitas porta-a-porta, assistência médica, amizade e apoio moral e material a pessoas mais idosas.
Ao mesmo tempo, no entanto, é necessário um compromisso para mudar a perspectiva com a qual olhamos para os idosos. É isso que Sant'Egidio vem fazendo há muitos anos. A Conferência Internacional sobre o Envelhecimento em África remonta ao 2010, organizada com o governo na qual participaram o então Presidente da República S.E. Bingu wa Mutharika e o presidente de Sant'Egidio Marco Impagliazzo.

Nos últimos meses, no distrito de Lilongwe, Sant'Egidio lançou uma nova campanha: “Longa vida para os idosos”, com o objetivo de envolver os chefes das aldeias, associações e habitantes  na proteção e salvaguarda dos direitos e da liberdade dos idosos.
Até agora, a campanha foi lançada em duas grandes áreas no distrito de Lilongwe. Mais de 16 chefes das aldeias e líderes tradicionais foram envolvidos e receberam indicações sobre como proteger os idosos nos seus territórios.
Durante o lançamento da campanha, os líderes assinaram um Memorando de Entendimento com a Comunidade de Sant'Egidio para acabar com a violência e os abusos contra os idosos nas suas áreas e prometeram estar na vanguarda da luta contra todas as formas de discriminação e injustiça. Os líderes tradicionais apoiam a iniciativa de aumentar a conscientização sobre os direitos e os perigos da violência contra os idosos.
A iniciativa será replicada em outros distritos de Malawi e Sant 'Egídio está a trabalhar com outras partes interessadas comprometidas com o tema dos idosos para poder alcançar o maior número de idosos vulneráveis que sofrem de falta de assistência, solidão e discriminação.
Uma forma concreta de combater a "cultura do descarte" de que o Papa Francisco frequentemente fala e de construir uma sociedade mais aberta e inclusiva.



Promover uma cultura da vida: Sant'Egidio, no Malawi, envolve os chefes das aldeias contra a violência contra os idosos
Promover uma cultura da vida: Sant'Egidio, no Malawi, envolve os chefes das aldeias contra a violência contra os idosos
Promover uma cultura da vida: Sant'Egidio, no Malawi, envolve os chefes das aldeias contra a violência contra os idosos
Promover uma cultura da vida: Sant'Egidio, no Malawi, envolve os chefes das aldeias contra a violência contra os idosos
Promover uma cultura da vida: Sant'Egidio, no Malawi, envolve os chefes das aldeias contra a violência contra os idosos
Promover uma cultura da vida: Sant'Egidio, no Malawi, envolve os chefes das aldeias contra a violência contra os idosos
Promover uma cultura da vida: Sant'Egidio, no Malawi, envolve os chefes das aldeias contra a violência contra os idosos
Promover uma cultura da vida: Sant'Egidio, no Malawi, envolve os chefes das aldeias contra a violência contra os idosos
Promover uma cultura da vida: Sant'Egidio, no Malawi, envolve os chefes das aldeias contra a violência contra os idosos
Promover uma cultura da vida: Sant'Egidio, no Malawi, envolve os chefes das aldeias contra a violência contra os idosos