news

O Verão dos Jovens pela Paz em Moçambique para apoiar o programa BRAVO! e dar um nome a muitas crianças

31 Agosto 2019 - MOÇAMBIQUE

Youth for PeaceBirth registrationBRAVO
#santegidiosummerchildren

Compartilhe Em

Desde meados de Julho de 2019 e durante o mês de Agosto, grupos de estudantes universitários do movimento Jovens pela Paz de Barcelona, Nápoles, Génova, Pavia, Roma e Novara acompanharam o trabalho dos activistas do Programa BRAVO! para o registo de crianças nas cidades de Maputo, Beira e Nampula em Moçambique.

“Ajude-me a existir! O registo aqui é gratuito!” Anuncia-o a placa BRAVO!  do registo civil recentemente inaugurado no hospital Geral de Mavalane, no distrito periférico de Maputo.
O escritório está estrategicamente localizado na saída da maternidade e faz parte de uma das três estruturas (juntamente com o hospital central de Maputo e o hospital Geral do Polana Caniço) onde BRAVO! está presente para garantir o registo das crianças no momento do nascimento.

Foram dias intensos, em que se conversou longamente com os pais dos recém-nascidos, nas pediatrias onde as crianças doentes são hospitalizadas, nos corredores onde as famílias aguardam o exame médico e também nas ruas e nos mercados. A sensibilização é um dos pilares do trabalho de BRAVO! para informar e incentivar as famílias a registar os seus filhos.

s registos feitos pelo Bravo! Em Moçambique, são muitos: até o momento, mais de 300 mil pessoas foram registadas no estado civil.
Em Nampula
, o compromisso era informatizar muitos registos de nascimento. Um trabalho muito importante, porque muitas vezes cópias em papel são perdidas ou destruídas devido a fortes chuvas, impossibilitando a solicitação de certificados.

Na Beira, o compromisso era informatizar muitos registos de nascimento. Um trabalho muito importante, porque muitas vezes cópias em papel são perdidas ou destruídas devido a fortes chuvas, impossibilitando a solicitação de certificados. O #santegidiosummer foi todo um procurar, conversar, ouvir e encontrar respostas. É impressionante a história de D. e V., duas crianças de 10 e 11 anos que não conseguem andar e que suas avós tiveram que carregar nos ombros todas as vezes até o hospital. Os activistas encontraram duas cadeiras de rodas para elas: um presente que é muito útil.
 
Muitas festas foram realizadas na maternidade e nas aldeias, oportunidades também para falar sobre a importância de registar as crianças no Registo e além. Como L., 57 anos, que vive em Nampula e nunca possuía um documento de identidade, mas "nunca é tarde demais", como dizem os activistas, que viram a sua alegria ao ver o seu nome finalmente reconhecido.

Tudo pode mudar e todos podem ter um nome e uma história.

 

PARA APOIAR O PROGRAMA

Doe online

 

PARA SABER MAIS

FICHA: o programa BRAVO



O Verão dos Jovens pela Paz em Moçambique para apoiar o programa BRAVO! e dar um nome a muitas crianças
O Verão dos Jovens pela Paz em Moçambique para apoiar o programa BRAVO! e dar um nome a muitas crianças