news

Um novo corredor humanitário de Lesbos: Sant'Egidio feliz em colaborar com a Santa Sé para a hospitalidade e a integração

2 Dezembro 2019 - ROMA, ITÁLIA

Lesbos - SamosPope Francis
humanitarian corridor

Conferência de imprensa em Fiumicino, quarta-feira, 4 de Dezembro, às 10h30

Compartilhe Em

A Comunidade de Sant'Egidio está feliz por receber os refugiados que o Papa Francisco decidiu trazer em salvo com um corredor humanitárioo de Lesbos, através da Esmolaria Apostólica, e de facilitar a integração deles na Itália. A recepção a 33 refugiados de diferentes nacionalidades (Afeganistão, Camarões e Togo), bem como a prevista para outros 10 nos próximos dias, de acordo com o Ministério do Interior, visa oferecer um futuro a quem vive - muitos já há longo tempo - em campos de refugiados na ilha grega.
Após a visita de maio passado, juntamente com as Esmolaria Apostólica, Sant’Egidio  organizara no verão (entre Julho e Agosto) a presença de voluntários em Lesbos e Samos para expressar, através de inúmeras iniciativas, a sua solidariedade com os refugiados presentes nas duas ilhas.
 
Às 10h30 da quarta-feira, 4 de Dezembro, está prevista uma recepção de bem-vindos aos refugiados que chegam de Lesbos e uma conferência de imprensa dentro do aeroporto, com chegada para os jornalistas até às 9h30 às partidas do Terminal 3 de Fiumicino (porta 3, ao ladodo gabinete de informações) para ser acompanhados até ao local da conferência.
 
Tomarão a palavra
o Cardeal Konrad Krajewski, Esmoler de Sua Santidade, e Andrea Riccardi, fundador da Comunidade deSant’Egidio.

 
Estará presente o prefeito Michele Di Bari, Chefe do Departamento de Liberdades Civis e Imigração do Ministério do Interior

O comunicado de imprensa da Esmolaria Vaticana >>