news

Sant'Egidio adere ao Dia Mundial da Oração, Jejum e Caridade das Religiões Mundiais, a 14 de Maio. Mensagem de vídeo de Marco Impagliazzo

7 Maio 2020 - ROMA, ITÁLIA

Marco ImpagliazzoInterfaith dialogue

Compartilhe Em

A Comunidade de Sant'Egidio adere ao Dia Mundial de Oração no próximo 14 de Maio "para salvar o mundo inteiro das repercussões sanitárias, económicas e humanas da grave pandemia do Covid-19”, proposto pelo Alto Comité da Fraternidade Humana, composto por líderes religiosos que se inspiram no documento histórico de Abu Dhabi, assinado pelo Papa Francisco e pelo grande imã de Al-Azhar, Al-Tayyeb.
"Nestes meses de pandemia - explica o presidente de Sant'Egidio, Marco Impagliazzo, anunciando a adesão da Comunidade - os crentes de todas as religiões encontraram-se lado a lado para ajudar aqueles que estavam em pior situação, aqueles que sofriam, aqueles que não tinham nada para comer, sem diferenças ou discriminações". Como Comunidade de Sant'Egidio "acreditamos que a amizade na caridade para com os mais pobres, é um ensinamento importante para todos (crentes de diferentes religiões e não crentes), porque a protecção dos direitos dos doentes, especialmente dos idosos, dos fracos, das pessoas com deficiência, dos pobres, dos sem-abrigo, é - como diz o documento sobre a fraternidade humana - uma necessidade tanto religiosa como social”.

A oração em comum de 14 de Maio - deseja Impagliazzo - tornar-se-á um sinal espiritual e universal para todos: apesar das nossas diferenças, não nos podemos salvar sozinhos, mas apenas reconhecendo que estamos próximos uns dos outros na nossa humanidade comum e enfrentando juntos a luta pela vida de todos, esperando que as autoridades civis do mundo adoptem a colaboração comum como sua conduta para o fim da pandemia”. (Texto completo)