news

Ajuda humanitária no Sudão do Sul: o compromisso de Sant'Egidio com os refugiados e a paz

4 Agosto 2020 - SUDÃO DO SUL

South Sudan
PeaceHumanitarian aid

Compartilhe Em

Uma carga de ajuda humanitária recolhida pela Comunidade de Sant'Egidio, em colaboração com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação Internacional, chegou nos últimos dias a Juba, capital do Sudão do Sul, com um voo organizado através da iniciativa "Ponte Aérea Humanitária" da União Europeia.

A ajuda
- alimentos, máscaras, gel higienizante e sabão para a prevenção do coronavírus - destina-se aos refugiados que tiveram de abandonar as suas aldeias devido aos recentes confrontos violentos em diferentes regiões do país. Nesta situação são os civis, particularmente as mulheres, os idosos e as crianças, que pagam o preço mais elevado pelos confrontos entre grupos armados. Muitos deles são forçados a viver debaixo de árvores em plena estação das chuvas.
As condições deles são ainda mais difíceis devido à pandemia num país sem instalações sanitárias adequadas.

O  Ministério dos Assuntos Humanitários e o Conselho Ecuménico das Igrejas do Sudão do Sul, com o qual a Comunidade coopera há anos e com o qual assinou um acordo de cooperação, distribuirão a ajuda.

A ajuda é um gesto concreto de amizade e apoio ao povo Sul-Sudanês, que tanto sofreu por causa da guerra:
uma violência que parece nunca acabar, apesar dos importantes passos em frente dados recentemente, também graças à mediação de Sant'Egidio.

A iniciativa de diálogo político, com sede em Roma, foi interrompida pela propagação do Covid-19, mas continua a ser a única forma viável para dar um futuro a este país.



Ajuda humanitária no Sudão do Sul: o compromisso de Sant'Egidio com os refugiados e a paz
Ajuda humanitária no Sudão do Sul: o compromisso de Sant'Egidio com os refugiados e a paz
Ajuda humanitária no Sudão do Sul: o compromisso de Sant'Egidio com os refugiados e a paz
Ajuda humanitária no Sudão do Sul: o compromisso de Sant'Egidio com os refugiados e a paz