news

A 1 de Setembro, festa de Sant'Egidio, liturgia eucarística em Praça Santa Maria em Trastevere, presidida pelo Cardeal Matteo Zuppi. Às 19h30 em streaming multi-idioma

26 Agosto 2020 - ROMA, ITÁLIA

Sant'Egidio

Compartilhe Em

O ano 2020 é o 1300º aniversário da morte de Sant'Egidio que ocorreu, conforme uma tradição, no ano 720, no mosteiro que ele fundou no sul da França, que desde a Idade Média se tornou um destino de peregrinação de toda a Europa.

No dia 1 de Setembro, festa de Sant'Egidio, a Comunidade celebra este aniversário com uma liturgia eucarística presidida pelo Cardeal Matteo Zuppi, arcebispo de Bolonha e titular da igreja de Sant'Egidio, na praça de Santa Maria in Trastevere, em Roma, às 19h30.

A liturgia erá transmitida em streaming multi-idioma no website e no Facebook
em ligação com as Comunidades no mundo e com a rede dos Municípios de que Sant'Egidio é santo padroeiro


Não existem muitas notícias sobre a vida de Egídio, um jovem rico que partiu em busca de Deus proveniente da Grécia. Os poucos testemunhos falam de um homem tímido, que se esquiva da fama e da honra, mas que se torna um poderoso intercessor graças à sua oração. Os seus companheiros de viagem eram os pobres: mendigos, doentes de todo o tipo de doenças, náufragos, pessoas possuídas pelos demónios, camponeses, e a corça (gazela), símbolo de uma natureza ameaçada pela voracidade do homem, que foi protegida pela sua mão. Por esta razão é retratado com uma mão ferida por uma flecha enquanto protege uma corça atacada pela caça do homem.

A sua fama é recolhida num livro, o Liber Miraculorum, que também atesta como o seu nome foi invocado nos casos mais desesperados, e recolhe algumas das orações que lhe são dirigidas. Uma destas recita:

“Egídio, servo de Deus, tu que sempre libertas os prisioneiros, força dos fracos, porto dos que vão para o mar, abrigo protector de todos aqueles que estão na tempestade, vem em nosso auxílio”.

No tempo em que vivemos, marcado pela pandemia global, em que pessoas pobres e doentes estão a crescer no mundo, face a um futuro incerto, o aniversário dos 1300 anos da sua morte é particularmente significativo. Sant'Egidio testemunha que tudo pode mudar com a fé e lutando com as próprias mãos contra o mal, a miséria, a violência. Ter o seu nome é para toda a Comunidade, um motivo de gratidão e um legado precioso.

Aprofundamentos:

A Igreja e o Santo

A história de Sant'Egidio e das Igrejas que lhe são dedicadas - Blog