news

O Papa Francisco confia à Comunidade de Sant'Egidio uma casa para acolher os refugiados dos corredores humanitários. Um gesto de generosidade para com os migrantes pelo qual estamos profundamente gratos

12 Outubro 2020

Pope Francishumanitarian corridor

O Comunicado da Esmolaria do Vaticano

Compartilhe Em

O Papa Francisco decidiu que uma casa que lhe foi doada pelas Irmãs Servas de Maria fosse confiada à Comunidade de Sant'Egidio para o acolhimento dos refugiados que chegam a Itália através dos corredores humanitários. A Comunidade de Sant'Egidio está profundamente grata ao Papa e ao cardeal Krajewski por este gesto de generosidade para com os migrantes que virão para Itália.

O Esmoler do Papa, Cardeal Konrad Krajewski afirma isso num comunicado:

"Em resposta ao convite do Papa Francisco, que na encíclica "Fratelli tutti" renova várias vezes a necessidade de preparar um acolhimento adequado aos migrantes que fogem de guerras, perseguições e catástrofes naturais, as Irmãs Servas da Divina Providência de Catânia, decidiram oferecer ao Papa Francisco, através da Esmolaria Apostólica, por empréstimo gratuito, o seu edifício na Via della Pisana.

O edifício, que leva o nome de Villa Serena, tornar-se-á um abrigo para refugiados, especialmente para mulheres solteiras, mulheres com menores, famílias em estado de vulnerabilidade, que vêm para Itália com os Corredores Humanitários. A estrutura terá capacidade para acomodar até 60 pessoas e terá como objectivo principal receber refugiados nos primeiros meses após a sua chegada, para em seguida os acompanhar nos percursos de autonomia de emprego e de alojamento.
Esta casa de abrigo é confiada à Comunidade de Sant'Egidio que, como é sabido, desde 2015 abriu os corredores humanitários para os refugiados sírios, do Corno de África e por último da Grécia, em particular da ilha de Lesbos. Até agora, mais de 2600 pessoas foram acolhidas e acompanhadas no processo de integração, incluindo um grande número de menores".



O Papa Francisco confia à Comunidade de Sant'Egidio uma casa para acolher os refugiados dos corredores humanitários. Um gesto de generosidade para com os migrantes pelo qual estamos profundamente gratos
O Papa Francisco confia à Comunidade de Sant'Egidio uma casa para acolher os refugiados dos corredores humanitários. Um gesto de generosidade para com os migrantes pelo qual estamos profundamente gratos
O Papa Francisco confia à Comunidade de Sant'Egidio uma casa para acolher os refugiados dos corredores humanitários. Um gesto de generosidade para com os migrantes pelo qual estamos profundamente gratos
O Papa Francisco confia à Comunidade de Sant'Egidio uma casa para acolher os refugiados dos corredores humanitários. Um gesto de generosidade para com os migrantes pelo qual estamos profundamente gratos
O Papa Francisco confia à Comunidade de Sant'Egidio uma casa para acolher os refugiados dos corredores humanitários. Um gesto de generosidade para com os migrantes pelo qual estamos profundamente gratos