news

"O programa DREAM é um símbolo da estreita ligação entre Itália e Moçambique". A visita do Presidente italiano Sergio Mattarella ao centro de Zimpeto

6 Julho 2022 - MAPUTO, MOÇAMBIQUE

Compartilhe Em

O Presidente da República Italiana Sergio Mattarella visitou esta manhã o centro DREAM de Zimpeto, na periferia norte de Maputo, em Moçambique.

"Estou felicíssimo por estar neste centro: é uma forma muito importante de colaboração entre os nossos dois países que coloca a pessoa no centro. Já vi o nível de excelência dos tratamentos, basta ver estas crianças para compreender as razões deste compromisso. Dream é um símbolo dos laços entre os nossos países. Sant'Egidio - acrescenta ele - testemunha a relação muito estreita entre os nossos dois países. Parabéns e obrigado: o vosso é um contributo para os nossos dois países e para a humanidade". (Fonte ANSA)

Durante a visita, a Dra. Cacilda Massango, Coordenadora do Centro, saudou o Presidente, refazendo a história do programa DREAM, que celebra o seu 20º aniversário este ano: "Centenas de milhares de mães seropositivas tiveram a alegria de ter os seus bebés nascidos livres de SIDA. Mas hoje, para além da SIDA, também tratamos diabetes, hipertensão, cancro cervical e muitas outras doenças, a cura é verdadeiramente um sonho tornado realidade e isto empurra-nos para novos desafios, estou a pensar nos milhares de testes COVID-19 e vacinas realizadas mesmo nas zonas mais rurais do país". Cacilda concluiu: "Obrigado Sr. Presidente pela sua visita, aqui no Dream somos todos um pouco italianos!". 

O centro DREAM de Zimpeto está localizado no distrito de Ka Mabukwana, numa das zonas mais populosas e pobres da cidade, com os seus 350.000 habitantes, onde as instalações de saúde são totalmente inadequadas. É um centro polivalente composto por quatro secções especializadas: uma para o tratamento da infecção pelo VIH e a prevenção da transmissão mãe-filho, uma para o diagnóstico precoce de casos malignos de cancer de mulheres, uma para o tratamento da tuberculose e uma para a luta contra a desnutrição. Em 2018, o Papa Francisco também o visitou, encontrando-se com doentes e o pessoal de saúde.

Desde que as vacinas contra a Covid 19 se tornaram disponíveis, o centro vacinou os seus 5.000 pacientes, o pessoal médico que aí trabalha e uma grande parte da população da área.