news

Memória de Santo Oscar Arnulfo Romero, mártir, morto em 1980 no altar durante a celebração da Eucaristia

24 Março 2019

Martyrs

O seu missal é mantido no memorial dos mártires em São Bartolomeu

Compartilhe Em

Dom Óscar Arnulfo Romero foi arcebispo de San Salvador, capital do pequeno país centro-americano. Monsenhor Romero fez-se em particular "voz de los sin voz", isto é, defensor dos pobres e dos humildes "sem voz" sujeitos à espiral de violência desencadeada pelo governo militar e pelas formações guerrilheiras de oposição. Por causa do seu compromisso, ele foi morto por um atirador dos esquadrões da morte, enquanto celebrava a missa na pequena igreja do hospital para doentes com câncer, onde ele morava. Ele foi proclamado santo pelo Papa Francisco a 14 de Outubro de 2018 em São Pedro. 

A Comunidade de Sant'Egidio, que há muitos anos está presente em Salvador ao lado ds crianças das Escolas da Paz, dos jovens, dos idosos e dos sem-tecto das áreas mais periféricas do país, faz a memória dele como um santo amigo dos pobres e da paz até a doar a sua vida. Graças à canonização, a sua voz, silenciada pela violência, é agora ainda mais conhecida e ouvida e a sua memória reverenciada. Como já acontece com os peregrinos que vão à basílica de São Bartolomeu na llha, em Roma - santuário dos mártires dos séculos XX e XXI, confiado a Sant'Egidio por São João Paulo II - onde está guardado o missal com que o Arcebispo de San Salvador celebrava a liturgia.

 

 



Memória de Santo Oscar Arnulfo Romero, mártir, morto em 1980 no altar durante a celebração da Eucaristia
Memória de Santo Oscar Arnulfo Romero, mártir, morto em 1980 no altar durante a celebração da Eucaristia
Memória de Santo Oscar Arnulfo Romero, mártir, morto em 1980 no altar durante a celebração da Eucaristia
Memória de Santo Oscar Arnulfo Romero, mártir, morto em 1980 no altar durante a celebração da Eucaristia