Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

Riccardi Andrea: revista de imprensa

change language
você está em: home - news newsletterlink

Support the Community

  
11 Fevereiro 2016

Francisco e Kirill. O encontro de Cuba que muda a história.

Editorial de Andrea Riccardi que comentará em directo amanhã em RAI2, das 21 às 23 horas.

 
versão para impressão

ANDREA RICCARDI: FRANCESCO E KIRILL. O ENCONTRO DE CUBA QUE MUDA A HISTÓRIA

10/02/2016  Um frente a frente que até hoje não foi possível. Eis o porque da mudança explicado pelo célebre historiador da Igreja, fundador da Comunidade de Sant'Egidio.

        Será chamado encontro de Cuba, o encontro de Francisco, e o patriarca de Moscovo, Kirill. Parece estranho que decorra na ilha das Caraíbas, mas todos o consideram um encontro histórico. João Paulo II e Benedito XVI queriam realizar este encontro. Não foi possível. Inicialmente, o estilo franciscano de Bergoglio não tinha a unanimidade de consenso no patriarcado de Moscovo. Como se explica esta mudança?
Uma primeira explicação está relacionada com o local. Cuba – declarou Hilarion, negociador da parte russa – significa um mundo novo. A nova era de relações nasce das perguntas do grande mundo, como a perseguição dos cristãos. Já não é mais uma questão entre russos e polacos, de luta no Este europeu: o mundo grande e turbulento desafia as Igrejas. Os lideres das duas maiores Igrejas tradicionais, católica e russa, não podem não se falar. Esta foi sempre a posição de Francisco, que expressou desde logo a sua vontade de encontrar o patriarca.
Uma segunda explicação é interna à igreja russa. Kirill, que como metropolita teve relações com Roma e conhece bem o catolicismo, não quer partilhar a sua Igreja. Patriarca desde 2009, renovou o episcopado com muitas nomeações. Agora são menos os opositores ao encontro com o Papa. Introduziu reformas substanciais. Mas enfrenta graves problemas: a guerra na Ucrânia (que faz parte da sua Igreja, onde alguns ortodoxos não reconhecem o patriarcado russo). Hoje é o tempo do encontro. Kirill sabe-o e cumpre um passo que desde há algum tempo queria dar.
Existe assim a necessidade profunda de restabelecer a comunhão ou, pelo menos, falar-se, inerente na vida da Igreja. O mundo globalizado, por vezes, une-se: a distância entre as Igrejas não faz sentido ou, mais ainda, é um escândalo. Em Maio, as igrejas ortodoxas reúnem-se em Creta num Grande Concilio, evento histórico preparado desde há mais de meio século. Este evento pressipitou a decisão de Kirill de encontrar o Papa. De resto o Patriarca, de jovem, foi discípulo do metropolita russo Nikodim, homem de unidade. Andando com ele na praça de São Pedro em 1978, o metropolita disse ao jovem Kirill, indicando-lhe a basilica: “Em 2000, com os católicos, seremos unidos”. A profecia de Nikodim não se realizou, mas tornará à mente de Kirill, quando encontrar o Papa no aeroporto em Avana.


 LEIA TAMBÉM
• NOTÍCIA
13 Fevereiro 2016
HAVANA, CUBA

O abraço entre o Papa Francisco e o Patriarca Kirill em Cuba. Vídeos e aprofundamentos

IT | EN | ES | DE | FR | PT | CA | NL | RU
14 Abril 2016

Refugiados, Riccardi: Convocar um Sínodo ecumênico dos cristãos europeus. Não aos muros, acolher é um dever

IT | ES | FR | PT | CA | PL
23 Junho 2016
CIDADE DO VATICANO

Papa Francisco recebe Andrea Riccardi e incentiva os corredores humanitários para os refugiados

IT | EN | ES | DE | FR | PT | CA | UK
6 Maio 2016

O Prémio Carlos Magno ao Papa. Riccardi: 'Sonhar e trabalhar com Francisco para um novo humanismo europeu'

IT | EN | ES | DE | FR | PT | CA | RU
22 Dezembro 2011

Andrea Riccardi - notícias de imprensa internacional

IT | ES | DE | FR | PT
todas as notícias
• IMPRIMIR
30 Abril 2017
Corriere della Sera

L’intervento. Il patto con l'islam che aiuta l'unità tra cristiani

20 Setembro 2017
SIR

Sacra Scrittura: il 24 settembre la “Domenica della Parola”

22 Agosto 2017
Corriere della Sera

Per il Papa l’integrazione è il processo chiave

14 Julho 2017
Famiglia Cristiana

Andrea Riccardi: Chi aiuta e chi no, il papa tra amici e oppositori

7 Julho 2017
Corriere della Sera

Andrea Riccardi: Il messaggio del papa è forte ma la Chiesa è troppo fragile

19 Junho 2017
Avvenire

Sant'Egidio. La pace in Centrafrica inizia dalle firme a Roma

todos os press releases
• PENA DE MORTE NO
24 Setembro 2015

Pope Francis calls on Congress to end the death penalty. "Every life is sacred", he said

ir para nenhuma pena de morte
• DOCUMENTOS

Andrea Riccardi - Oriente y Occidente - Diálogos de civilización

todos os documentos