news

Em Moçambique, 100 mil crianças foram registadas graças a BRAVO!

21 Novembro 2017 - MOÇAMBIQUE

MozambiqueBRAVOBirth registration

O acto de nascimento protege a vida deles de possíveis maus tratos e abusos

Compartilhe Em

Através do trabalho do Programa Bravo! nestes anos, 100 mil crianças foram registadas em Moçambique, país onde apenas uma criança em três possui o certificado de nascimento.

Em outubro e novembro, foram realizados dois cursos de formação, intitulados "Ajuda-me a crescer", dirigidos aos ativistas do programa Bravo! em Nampula e em Maputo, onde se destacou a importância de incriver as crianças no Registo Civil e como o acto de nascimento pode proteger a vida deles de possíveis maus tratos e abusos.

Mas registar uma criança em Moçambique não é nada simples. As dificuldades práticas que os pais têm de ultrapassar para inscrever seus filhos no Registo Civil são muitas, eles muitas vezes têm que viajar centenas de quilômetros de estrada não alcatroada para chegar à Conservatória do Registro Civil mais próxima.
Por esse motivo, o trabalho para aumentar a conscientização entre ativistas nas maternidades dos hospitais é fundamental.

Mas também nas escolas! Por exemplo, em Nampula, graças ao trabalho dos ativistas, no final da campanha, todas as crianças tinham a sua "Cedula pessoal", que lhes permite fazer o exame e obter o diploma de educação primária. Isto é particularmente importante porque, no mundo, 123 milhões de crianças, que representam 11,5% do total, não frequentam o ensino básico e 75% das crianças que não frequentam a escola estão na África Subsaariana e no Sul da Ásia .

Em face de tudo isso, a Comunidade de Sant'Egidio está cada vez mais empenhada em tirar essas crianças da invisibilidade, para lhes dar a oportunidade de exercer plenamente os seus direitos, para serem cidadãos responsáveis do país em que vivem.

Para saber mais visite o blog "Crianças invisíveis" >