Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

Riccardi Andrea: revista de imprensa

change language
você está em: home - news newsletterlink

Support the Community

  
28 Fevereiro 2014

AS PALAVRAS DO PAPA FRANCISCO

A fé de um jovem amadurece se não faltarem a memória do passado, o discernimento do presente e a utopia do futuro.

Mas o verdadeiro problema na sociedade de hoje é "a cultura do descartável"

 
versão para impressão

 Uma utopia cresce bem quando acompanhada por memória e discernimento. A utopia olha para o futuro, a memória olha para o passado e o presente discerne-se . O jovem deve receber a memória e plantar as raízes da sua utopia nesta memória; discernir no presente a sua utopia, o sinal dos tempos. Sim a utopia continua, mas está profundamente enraizada na memória e na história que ele recebeu. Discernir no presente – precisamos de mestres de discernimento para os jovens! – é estar já projectado no futuro.

A chave para lidar com a "emergência educativa" é o encontro entre as gerações, o encontro entre jovens e idosos. Este encontro permite, de facto, conhecer o passado e saber ler o presente. A fé de um jovem amadurece se não faltarem a memória do passado, o discernimento do presente e a utopia do futuro. Mas o verdadeiro problema na sociedade de hoje é "a cultura do descartável": hoje, para a economia que se enraizou no mundo, o centro é o deus dinheiro e não a pessoa humana. E então tudo o que não se encaixa nessa ordem, descarta-se. Descartam-se as crianças que sofrem, que incomodam e que não é bom que venham..... Descartam-se os idosos.


28/02/14 Do discurso dirigido à Comissão para a América Latina