Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

Riccardi Andrea: revista de imprensa

change language
você está em: home - news newsletterlink

Support the Community

  
15 Julho 2015 | BRUXELAS, BÉLGICA

Mesa redonda no Parlamento Europeu organizada por Sant'Egidio para apoiar o processo democrático na República Centro-Africana

 
versão para impressão

 Poucos meses antes da viagem do Papa Francesco em Bangui, prevista para Novembro de 2015, a Comunidade de Sant'Egidio organizou uma mesa redonda esta manhã sobre a crise na República Centro-Africana. A conferência teve lugar no Parlamento Europeu em Bruxelas, em colaboração com o Deputado Louis Michel (Grupo ALDE), enviado especial da Francofonia na República Centro-Africana (CAR).

A conferência destinava-se a conceder a palavra aos interlocudores vindos daquele País, poucos meses antes das eleições presidenciais, que agora riscam de ser adiadas para além do esperado mês de Outubro. A Presidente da transição da República Centro-Africana, Catherine Samba-Panza, quis enviar, através do embaixador em Bruxelas, uma mensagem de agradecimento para a Comunidade de Sant'Egidio pelos seus esforços contínuos para a paz ea  reconciliação no seu país.

SDe acordo com Louis Michel, a República Centro-Africana corre o risco de se tornar um país órfão da comunidade internacional. Com a excepção da França, ele não vê muito interesse da comunidade internacional para este país, apesar de ser central para a estabilidade geopolítica da África. No entanto, salientou que a União Europeia já gastou mais de 530 milhões de euros para a República Centro-Africana. Michel disse que apoiam fortemente a realização de eleições no final deste ano, mesmo que não "perfeitas" -, a fim de ter um governo democraticamente legitimado no poder. Ele também denunciou o que chamou de "má qualidade da classe política Centro-Africana."

Prosper N'DOUBA, editor-chefe do "Centrafrique-presse", respondeu dizendo que a questão da "qualidade" é também devida à pobreza endêmica do país e da sua história, e que serão necessários mais oportunidades de formação e exercício do poder político. Evocou o papel central da Comunidade de Sant'Egidio, que reuniu várias vezes, na sua sede em Roma, alguns dos protagonistas da crise Centro-Africana. Ele também enfatizou a importância do "Pacto Republicano", assinado em Sant'Egidio, em Roma.

Christophe Bremaidou, ex-ministro da Economia e Finanças, por seu lado, evocou a importância do apoio da comunidade internacional, especialmente tendo em vista a organização de um processo eleitoral transparente e democrático. De acordo com ele, a segurança está retornando para Bangui, mas muitas crianças e jovens permanecem armados.

Youssoufa Silla, economista, especialista do PNUD em Bangui, disse que a situação econômica do país melhorou ligeiramente (espera-se que 2015 marque uma recuperação econômica). Para ele, a reconstrução do exército e do sistema judicial Centro-Africano será decisiva.

Ibrahim Hassan Frede, porta-voz da comunidade muçulmana em Centro-África, explicou como os muçulmanos da República Centro-Africana são duplamente vítimas da situação, tanto por causa da violência das milícias anti Balaka, mas também a das milícias muçulmanas seleka, com os quais a comunidade muçulmana não é Não tem nada a fazer. Ele evocou a difícil condição em que há muitos refugiados, especialmente no Chade, mas também a difícil situação que persiste nos bairros populares da capital, Bangui, "onde a situação  deinsegurança reina por causa de drogas e armas em circulação". Ele reclamou que os muçulmanos atualmente não tem permissão para acessar a maioria dos cemitérios, o que os obriga a enterrar seus mortos em condições inaceitáveis.
Nas suas conclusões, Mauro Garofalo, chefe das Relações Internacionais da Comunidade de Sant'Egidio, disse que o desejo de paz vencerá a sede de vingança, como já aconteceu em Moçambique, Costa do Marfim e em muitos outros países africanos.

Segundo ele, o futuro da República Centro-Africana não está na busca de uma uniformidade artificial "porque este país nunca foi nem politicamente nem etnicamente homogêneo, nem religiosamente, mas apenas linguisticamente. Ele encerrou os trabalhos, reafirmando o compromisso de Sant'Egidio em prol da paz e a reconciliação ao lado do povo Centro-Africano e reafirmando que" o futuro da África-Central é ao vivo, todos devem aprender a superar as diferenças que em África Central separam por outros, não há outra alternativa. "
Todos os participantes salientaram a importância histórica da visita do Papa Francisco, observou Mauro Garofalo, "nas suas viagens escolhe principalmente de visitar a periferia do mundo".

 LEIA TAMBÉM
• NOTÍCIA
2 Março 2015

Porque é importante o apelo à reconciliação na República Centro-Africana assinado em Sant'Egidio?

IT | EN | ES | FR | PT | UK
20 Junho 2017
ROMA, ITÁLIA

República Centroafricana assinado em Sant'Egídio o acordo para um cessar-fogo e um road map para a paz

IT | EN | ES | DE | FR | PT | CA | NL | RU | HU
21 Novembro 2016
ROMA, ITÁLIA

Paz na República Centro-Africana: os líderes religiosos de Bangui em Sant'Egidio relançam a plataforma para a reconciliação

IT | ES | DE | FR | PT | CA
21 Março 2011

Jos (Nigéria) - Conferência sobre a paz, o serviço aos pobres e o diálogo inter-religioso

IT | EN | ES | DE | FR | PT | CA | NL
2 Janeiro 2011

Em Roma, o Papa saudou os que participaram à caminhada “Paz em todas as terras” promovida pela Comunidade de Sant’Egidio

IT | ES | DE | FR | PT | CA | NL | CS
todas as notícias
• IMPRIMIR
20 Junho 2017
Xinhua - chinese press agency

Central African Republic gov't, rebels sign peace deal in Rome

20 Junho 2017
Jeune Afrique

Centrafrique : un accord conclu à Sant’Egidio

19 Junho 2017
Africa News

Central African Republic warring factions sign peace accord to end conflict

19 Junho 2017
BBC News

Fighting groups sign truce in CAR

19 Junho 2017
Agence d'Information d'Afrique Centrale

Centrafrique : accord entre le gouvernement et les groupes armés

19 Junho 2017
La Minute

Centrafrique: accord de cessez-le-feu entre le gouvernement et 14 groupes armés

todos os press releases
• EVENTOS
6 Novembro 2017 | MAPUTO, MOÇAMBIQUE

Celebrare la memoria guardando al futuro. Con mons. Matteo Zuppi

5 Novembro 2017 | TREVISO, ITÁLIA

Preghiera per la pace. Presiede mons. Mario Salviato

Todas as reuniões de oração pela paz
• PENA DE MORTE NO
31 Outubro 2014

Inaugurata a Bukavu la campagna "Città per la vita"

12 Outubro 2014
All Africa

Africa: How the Death Penalty Is Slowly Weakening Its Grip On Africa

20 Setembro 2014

Ciad: il nuovo codice penale prevede l'abolizione della pena di morte

20 Setembro 2014
AFP

In Ciad rischio criminalizzazione gay, ma abolizione pena morte

ir para nenhuma pena de morte
• DOCUMENTOS

''Entente de Sant'Egidio'': Political Agreement for Peace in the Central African Republic

Speech of Marco Impagliazzo at the UN Security Council on the situation in the Central African Republic

Libya: The humanitarian agreement for the region of Fezzan, signed at Sant'Egidio on June 16th 2016 (Arabic text)

todos os documentos