Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

Riccardi Andrea: revista de imprensa

change language
você está em: home - news newsletterlink

Support the Community

  
2 Março 2015

Porque é importante o apelo à reconciliação na República Centro-Africana assinado em Sant'Egidio?

Falamos nisso com Mauro Garofalo, da Comunidade de Sant'Egidio, que acompanhou todas as fases das negociações que levaram à assinatura do acordo pré-eleitoral entre as principais personalidades do País.

 
versão para impressão
A 27 de Fevereiro passado foi assinado na sede da Comunidade de Sant'Egidio em Roma um apelo para o povo centro-africano e a comunidade internacional para a reconciliação nacional e o apoio ao processo de reconstrução política e institucional, assinada pelas principais personalidades do País africano, incluindo quatro ex-primeiros-ministros, a vice-presidente do Parlamento de transição e a presidente da Comissão para o "Fórum Nacional de Bangui". A assinatura do acordo pré-eleitoral, definido por Andrea Riccardi como "um farol de esperança para todos", foi recebido com satisfação também por países vizinhos.
Pedimos a Mauro Garofalo, da Comunidade de Sant'Egidio, que acompanhou todos os passos do processo que levou à assinatura do documento, porque este acordo representa um marco importante para a paz e estabilidade da República Centro-Africana e de toda a região.
 
 
Qual é a situação actual na República Centro-Africana? 

"
A República Centro-Africana há dois anos vive-se numa situação particularmente difícil devido à instabilidade e à violência generalizada. O golpe de Março de 2013 mergulhou o país numa situação grave, e até hoje a comunidade internacional esforça-se para apoiar o País. Sobre uma população que tem um pouco menos de 5 milhões de habitantes, mais de 400 mil deles são refugiados nos países vizinhos, enquanto um milhão de pessoas vivem na condição de IDP (Internal Displaced Person), isto é "deslocados internos".
A transição desejada pela comunidade internacional para transportar a República Centro-Africana para as eleições está para terminar, as eleições presidenciais terão que dar um presidente ao País em Agosto de 2015. Infelizmente, em muitas áreas operam grupos militares (Seleka, anti-Balaka e outros) que impedem o controle do território e causam a violência em curso".
 
 
O que acontecerá na República Centro-Africana, com a assinatura do acordo pré-eleitoral?
 
"O encontro de Sant'Egidio é um passo importante para a reconciliação. A presença entre os delegados dos maiores expoentes dos principais partidos é um evento sem precedentes. Serão, de facto, os partidos que deverão expressar a liderança do País, e a campanha eleitoral já começou. O apelo/declaração de Roma pretende estabelecer entre os partidos que competem um acordo para a realização pacífica e democrática das eleições e lançou a ideia de uma obra comum, mesmo após as eleições, o respeito democrático entre vencedores e vencidos. O documento conjunto quis assumir a forma de um apelo patriótico para o povo centro-africano, pelo qual os políticos presentes (incluindo quatro ex-primeiros-ministros) comprometem-se em colocar de novo a política no centro da vida do País, para que a República Centro-Africana possa renascer na harmonia e na democracia".
 
Porque este acordo é importante não só para a República Centro-Africana, mas também para toda a região?
 
"A República Centro-Africana, com a sua instabilidade e a presença de grupos armados transfronteiriços, representa um grande problema para toda a região. A própria presença de dezenas de milhares de refugiados nos países vizinhos constitui uma emergência humanitária de difícil manejo. República Centro-Africana está no cerne de um cenário problemático, a presença de Boko Haram na Nigéria, Chade e Camarões, os confrontos no Sudão do Sul (a que pode ser adicionado a presença no leste do País dos guerrilheiros do LRA,  Lord Resistance Army) nos dizem claramente que o regresso à estabilidade será crucial para toda a área, como afirmado repetidamente pelos governos dos países vizinhos e da comunidade internacional.
Por muito tempo, na verdade, a República Centro-Africana foi considerada um refúgio seguro para todos os tipos de guerrilha, e chego a hora em que as instituições fortes e legítimas gradualmente retomem as rédeas do país".
 

 LEIA TAMBÉM
• NOTÍCIA
20 Junho 2017
ROMA, ITÁLIA

República Centroafricana assinado em Sant'Egídio o acordo para um cessar-fogo e um road map para a paz

IT | EN | ES | DE | FR | PT | CA | NL | RU | HU
21 Março 2011

Jos (Nigéria) - Conferência sobre a paz, o serviço aos pobres e o diálogo inter-religioso

IT | EN | ES | DE | FR | PT | CA | NL
2 Janeiro 2011

Em Roma, o Papa saudou os que participaram à caminhada “Paz em todas as terras” promovida pela Comunidade de Sant’Egidio

IT | ES | DE | FR | PT | CA | NL | CS
todas as notícias
• IMPRIMIR
20 Junho 2017
Xinhua - chinese press agency

Central African Republic gov't, rebels sign peace deal in Rome

20 Junho 2017
Jeune Afrique

Centrafrique : un accord conclu à Sant’Egidio

19 Junho 2017
Africa News

Central African Republic warring factions sign peace accord to end conflict

19 Junho 2017
BBC News

Fighting groups sign truce in CAR

19 Junho 2017
Agence d'Information d'Afrique Centrale

Centrafrique : accord entre le gouvernement et les groupes armés

19 Junho 2017
La Minute

Centrafrique: accord de cessez-le-feu entre le gouvernement et 14 groupes armés

todos os press releases
• PENA DE MORTE NO
31 Outubro 2014

Inaugurata a Bukavu la campagna "Città per la vita"

12 Outubro 2014
All Africa

Africa: How the Death Penalty Is Slowly Weakening Its Grip On Africa

20 Setembro 2014

Ciad: il nuovo codice penale prevede l'abolizione della pena di morte

20 Setembro 2014
AFP

In Ciad rischio criminalizzazione gay, ma abolizione pena morte

ir para nenhuma pena de morte
• DOCUMENTOS

''Entente de Sant'Egidio'': Political Agreement for Peace in the Central African Republic

Speech of Marco Impagliazzo at the UN Security Council on the situation in the Central African Republic

Libya: The humanitarian agreement for the region of Fezzan, signed at Sant'Egidio on June 16th 2016 (Arabic text)

Nuclear Disarmament Symposium on the 70 th anniversary of the atomic bomb. Hiroshima, August 6 2015

todos os documentos