Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - a comunidade - acabados...t'egidio - interven... África newsletterlink

Support the Community

  

Intervenção de Kpakile Felemou da Comunidade de Sant'Egidio da Guiné Conacri ao Sínodo para África


 
versão para impressão

Intervenção de Kpakile Felemou da Comunidade de Sant'Egidio da Guiné Conacri ao Sínodo para África
Outubro de 2009

No Evangelho de Marcos ao capítulo 25, o Senhor reconhece-se nos pobres. Em João diz aos discípulos «Fiquem unidos a mim, e eu ficarei unido a vocês. Vocês também não poderão dar fruto, se não ficarem unidos a mim”. Eis as duas dimensões da Comunidade de Sant’Egidio: ficar em Cristo e amar os pobres. Em acerca de trinta Países africanos, as nossas comunidades vivem ao ritmo da oração e ajudam presos, crianças órfãs e da rua, estrangeiros, doentes, doentes de SIDA, refugiados. Há também o serviço à paz, muito conhecido após dos acordos de paz em Moçambique assinados em 1992, graças à mediação da Comunidade e do Governo italiano.

A nossa experiencia de movimento faz nos compreender quantas são as perguntas dirigidas à Igreja em África, mas também como o Espírito sopre. É lindo ver leigos africanos empenhados na oração e para os pobres. Nós africanos de Sant’Egidio temos o orgulho de dizer: nunca se é tão pobres que não se pode ajudar os pobres. Assim nos libertamos do vitimismo e da resignação difundidas no nosso continente.

Os movimentos muitas vezes são uma ponte entre a África e o Norte do mundo, suscitando leigos capazes de quebrar as distancias. Sentimos o amor da Igreja universal que põe África com este sínodo no centro, mesmo no ano da crise económica.

Queria humildemente dizer como africano: Europa está ainda cheia de fé, de corações generosos! Posso dar testemunha! Europa recebeu o dom da técnica pelo contrário África tem  sede de aprender. Os seus jovens são receptivos. No nome da segurança a entrada dos imigrados na Europa tornou-se difícil, dramática. O mal é inteligente e insinua-se nas divisões. Se África e a parte melhor do Ocidente desconfiam entre eles reciprocamente e mais o mal vai crescer. Pelo contrário, o desafio da caridade nos une e podemos ser pontes. Os movimentos dos leigos vivem os que os bispos de África e da Europa querem fazer juntos: um destino comum euro-africano! É o primeiro passo para um mundo solidário.

Nós pedimos aos jovens africanos de ir contracorrente, opondo-se à ditadura do materialismo, mais forte sobre os pobres que entre os ricos do Norte. Posso testemunhar que jovens muitas vezes desnorteados, desejam uma vida digna. Procuram um futuro melhor e tentam de amar o próprio País. Servir os pobres, para eles, também é uma libertação da ditadura do materialismo pratico que incumbe sobre a vida deles.

Na Igreja, os movimentos são uma oportunidade de encontro com os nossos jovens inquietos, oferecendo-lhe a dignidade do Evangelho. Com esta dignidade, podem-se encontrar também os muçulmanos, sobre o plano concreto do vivido. Os movimentos são uma eficaz resposta as setas: representam um cristianismo quente e familiar com uma capacidade de atraccão missionária.

A Comunidade de Sant’Egidio sabe como a vida de muitos depende da paz. Venho dum País em graves dificuldades, a Guiné Conacri. A guerra é verdadeiramente a mãe de todas as pobrezas! Proponho que o Sinodo possa considerar e indicar o indiscutível dom de Deus que é a paz, como bem público necessário, nacional e internacional. A Igreja sempre combateu a batalha pela paz preventiva, a única que lhe pode-se conceder. Com a oração, com o amor para os pobres, com a prevenção do ódio e da violência, vigilamos então como uma mãe sobre a nossa lindíssima África!

NOTÍCIAS RELACIONADAS
23 Novembro 2016
GOMA, REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO

Floribert, jovem mártir da corrupção: aberta oficialmente a causa de beatificação pelo bispo de Goma


"Um modelo para os cristãos do Congo", disse Mons. Kaboy em peregrinação ao túmulo de Floribert com a Comunidade de Sant'Egidio
IT | ES | DE | FR | PT | HU
21 Novembro 2016
ROMA, ITÁLIA

Paz na República Centro-Africana: os líderes religiosos de Bangui em Sant'Egidio relançam a plataforma para a reconciliação


Um modelo a ser replicado: continuaremos a trabalhar para o diálogo e a paz.
IT | ES | DE | FR | PT | CA
19 Novembro 2016
ROMA, ITÁLIA
Conferência de imprensa

República Centro-Africana:encontro segunda-feira em Sant'Egidio. Dissociar as religiões da guerra e lançar um modelo de reconciliação


21 de novembro às 12 horas, Sala da Paz, Piazza S. Egidio 3a
IT | ES | FR | PT | CA
10 Novembro 2016
GOMA, REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO

Um novo ano começa para as crianças do campo de refugiados de Mugunga na Escola de Sant'Egidio

IT | DE | FR | PT
8 Novembro 2016
MADRI, ESPANHA

A Sant'Egídio a Igreja de Nossa Senhora das Maravilhas em Madrid: uma casa de oração aberta a toda a cidade


A missa inaugural presidida pelo Arcebispo de Madrid, com a presença do presidente Marco Impagliazzo e toda a Comunidade
IT | ES | DE | FR | PT
7 Novembro 2016
ADIS ABEBA, ETIÓPIA

Uma delegação de Sant'Egído encontra o presidente da Republica da Etiopia Mulatu Teshome


Paz em África e diálogo interreligioso no centro do colóquio
IT | ES | DE | PT
todas as notícias relacionadas

ASSOCIATED PRESS
1 Dezembro 2016
Zenit
Africa: 300mila sieropositivi curati da Sant’Egidio
11 Novembro 2016
Radio Vaticana
Aids in Africa: premiato progetto Dream di Sant'Egidio
10 Novembro 2016
Vatican Insider
Aids, il Premio “Antonio Feltrinelli” dell’Accademia dei Lincei al programma DREAM di S.Egidio
8 Novembro 2016
Vatican Insider
Spagna, affidata a Sant’Egidio la chiesa di Nostra Signora delle Meraviglie
6 Novembro 2016
Würzburger katholisches Sonntagsblatt
Von Gott berührt
todas relacionadas com a imprensa

FOTOS

1258 visitas

1258 visitas

1181 visitas

1459 visitas

1310 visitas
todos os meios de comunicação relacionados


 

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri